terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Queridos leitores...


Pois bem, finalmente cheguei à Nizza. Depois de uma escala forçada em Belo Horizonte, acabei em Paris. A escala que seria em Madri acabou na capital francesa.
Gostaria e registrar o excelente atendimento da TAM neste caso. Sem teto para descer no Rio fomos para BH onde ficamos 2 horas parados esperando para retornar ao Rio. Acabei perdendo a conexão para Madrid que seria às 21 hs.
A Ibéria garantiu o voô somente para o dia seguinte às 21 hs. A TAM resolveu de maneira rápida e amigável. O funcionário Cabral, no Rio, desde o primeiro momento se mostrou solícito e atencioso. Extremamente profissional nos relocou em um voô da própria TAM para Paris onde acabamos fazendo conexão para Nizza. Deu tudo certo, fora a bagagem que está em lugar incerto e não sabido com todos os presentes para a Luisa. O importante é que chegamos bem.
Encontrei minha filha, meu genro e minha neta muito bem. Agora é esperar nascer a criança. Sobre os brincos...bem, a coisa de longe é uma e de perto é outra. Hoje mesmo tomamos algumas garrafas de vinho pra escolher a melhor rolha que "seria" usada no ritual de furar orelhas da minha neta.
A primeira garrafa foi um Bordeaux, Chateau Lamothe (safra 2007).
Degustei como um náufrago depois de mais de 24 hs dentro de avião.
Não achei a rolha muito...digamos, firme. Abri um Chateau Saint Croix, daqui das Côtes de Provence mesmo. Coisa meio parecida com as coxilhas de Quaraí. A rolha já me pareceu melhor.
A terceira garrafa não lembro o nome e perdi a rolha.
Só que hoje à noite mesmo, depois destes vinhos todos foi aberta a discussão sobre colocar ou não brincos na Luisa. O bicho pegou. Minha filha amarelou um pouco, o meu genro ficou meio barro meio tijolo mas dá para perceber a sua posição contrária. Eu, bem...enquanto isso vou estudando rolhas para ver qual a melhor a ser usada na eventualidade de eu ter de furar as orelhinhas da minha neta.
Amanhã penso ir a Arles, aqui pertinho. Quero conhecer o lugar onde Vincent Van Gogh e Paul Gauguin se encontraram em 1888 e, mesmo diferentes em tudo, se identificavam em uma coisa: na busca da luz para encontrar os caminhos da pintura moderna. No livro "El paraiso en la outra esquina" Vargas Losa registra magistralmente este encontro.

Como vocês já devem ter percebido estou com um novo logotipo. Obra do querido e criativo amigo Mauro Ferreira, o TheZainer.

Achei a terceira rolha...acho que vou dormir...
Au Revoir

Bembi deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Coração mole": Mas é claro que Luisa tem de sair da maternidade com brincos. Fiz isso com a Bruna, nasceu às 19h, às 21h já estava com "oro" nas orelhas. Depois a menina cresce, sem orelha furada e fica "traumalizada"...

Dario deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": CANGUITA.
Lugar Incerto e Não Sabido me fez lembrar de onde nasci, LINS. É impressionante a força dos lugares em que nascemos e pudemos ser felizes: tu achares QUARAÍ, as coxilhas, em plena Provence, é uma beleza!
Que lembranças carregará essa menininha tão esperada e amada... As cores de Gauguin e Van Gogh são um bom começo.
Abração prá todos aí.
Dario

Bembi deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Canga será vovô! Será que agora ele toma tenência?
Um beijo pra vcs, e assim que Luisa chegar, coloque uma fotinho dela aqui!
Bjo, Cibele

Lili deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...":Bom Canga, se a "guria" vai ter as orelhas furadas ou não ainda não dá para saber...mas que tu vais acabar com o estoque de vinhos do Genro, isso vai! E se tornar um Expert em vinhos franceses.
Beijos em todos, belíssima e feliz estada aí.
Lili

Alfa deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Sei não, Canga... essa obsessão de furar logo a orelha da pobre criancinha me parece meio freudiano! Mas vá lá, há outros rituais por aí bem mais questionáveis. Dá pra explicar melhor qual a função da rolha no processo?
Sds
Anônimo Alfa

Cangablog :Se coloca um pedaço de rolha atras da orelha pra furar com o brinco.

Paulão deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Queridos leitores...": Gaucho velho, Cote D Azur, meio mamado e amolecido pela data natalícia que se aproxima, hummm....achou a rolha.... vai dormir mô pombo, é melhor. Paulão

5 comentários:

Anônimo disse...

Gaucho velho, Cote D Azur, meio mamado e amolecido pela data natalícia que se aproxima, hummm....achou a rolha.... vai dormir mô pombo, é melhor. Paulão

Bembi disse...

Canga será vovô! Será que agora ele toma tenência?
Um beijo pra vcs, e assim que Luisa chegar, coloque uma fotinho dela aqui!
Bjo, Cibele

Anônimo disse...

Sei não, Canga... essa obsessão de furar logo a orelha da pobre criancinha me parece meio freudiano! Mas vá lá, há outros rituais por aí bem mais questionáveis. Dá pra explicar melhor qual a função da rolha no processo?

Sds
Anônimo Alfa

Anônimo disse...

CANGUITA.
Lugar Incerto e Não Sabido me fez lembrar de onde nasci, LINS. É impressionante a força dos lugares em que nascemos e pudemos ser felizes: tu achares QUARAÍ, as coxilhas, em plena Provence, é uma beleza!
Que lembranças carregará essa menininha tão esperada e amada... As cores de Gauguin e Van Gogh são um bom começo.
Abração prá todos aí.
Dario

Anônimo disse...

Bom Canga, se a "guria" vai ter as orelhas furadas ou não ainda não dá para saber...mas que tu vais acabar com o estoque de vinhos do Genro, isso vai! E se tornar um Expert em vinhos franceses.
Beijos em todos, belíssima e feliz estada aí.
Lili