quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Leitor indignado

Recebo do leitor Paulo Soares um comentário preocupado e indignado. Segundo ele, nós blogueiros, devemos ficar tentos e em cima do Tribunal de Justiça. Para Soares o TJ estaria cometendo um crime ao dar prioridade ao julgamento do vice-governador Leonel Cem Mil Pavan.

Diz o Soares: "Tem que bater na situação de o Tribunal de Justiça estar cometindo crime de ... ao dar prioridade no julgamento do Pavan, quando um cidadão normal fica a ver navios esperando meses, anos, décadas para seus julgamentos. Se o cidadão tem seu processo julgado em um determinado tempo que o mesmo tempo seja para julgamento do Pavan, ou ele é melhor que alguém?"

É, Paulo Soares, "quem tem padrinho não morre pagão". Esses bichos são tudo apadrinhados. Sobem na vida através de favores, indicações, troca-troca e outras facilidade mais. Daí um dia tem que devolver os favores. É o famoso "uma mão lava a outra". Entendeu?

Everton deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Leitor indignado": Canga, completando.....- Uma mão lava a outra e as duas escondem o rosto!!

Luciano deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Leitor indignado":
Sorry, mas não concordo com a posição do leitor. Pavan é o Vice-Governador do Estado. É um agente público que estará gerindo o nosso dinheiro muito em breve, não vêem? O caso do Pavan não é de interesse particular e sim público, e como qualquer um sabe, o INTERESSE PÚBLICO tem supremacia sobre o privado. O que querem? Que o caso Pavan se arraste por 10 anos, quando qualquer a decisão for inócua?

Aline Graziela deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Leitor indignado": Gostei da posição do Luciano. Seguindo a lógica, os desembargadores, por interesse público, vão assar o restolho da babata do Pavanzito, certo? Nada de desculpinhas esfarrapadas e escapadelas jurídicas. É cana pro malandro

3 comentários:

Luciano disse...

Sorry, mas não concordo com a posição do leitor. Pavan é o Vice-Governador do Estado. É um agente público que estará gerindo o nosso dinheiro muito em breve, não vêem? O caso do Pavan não é de interesse particular e sim público, e como qualquer um sabe, o INTERESSE PÚBLICO tem supremacia sobre o privado. O que querem? Que o caso Pavan se arraste por 10 anos, quando qualquer a decisão for inócua?

Anônimo disse...

Canga, completando.....- Uma mão lava a outra e as duas escondem o rosto!!

Everton

Aline Graziela disse...

Gostei da posição do Luciano. Seguindo a lógica, os desembargadores, por interesse público, vão assar o restolho da babata do Pavanzito, certo? Nada de desculpinhas esfarrapadas e escapadelas jurídicas. É cana pro malandro.