quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Mosquito "senta praça" de novo

A expressão sentar praça era usado quando os jovens entravam no Exército aos 18 nos. Meu pai, o guarda Rubim, usava o termo quando, depois do golpe de 64, era chamado no quartel de Quaraí para prestar depoimento sobre denúncias de atividades subversivas feitas pelo pessoal da UDN, inimigos do PTB, que meu pai presidia.

- Ontem sentei praça, dizia zombando da milicada.

Pois bem, o Mosquito, fiquei sabendo aqui na França, sentou praça ontem. Não foi no exército, mas foi na delegacia de Coqueiros. Para surpresa do inseto, o Tijoladas faz o maior sucesso na "área da segurança". O blogueiro foi dar depoimento em processo movido pela senadora Ideli Salvatti que não aceita a pecha de Madrinha do Mensalão. Leia aqui mais uma parte da via sacra do Mosquito. Beba na fonte.

Aline Graziela deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Mosquito "senta praça" de novo": O Muska está muito chique. Dia desses recebi e-mail de um amigo com o seguinte assunto: "Esse joga m... no ventilador". Não me espantei quando abri e vi que se tratava de uma propaganda do Tijoladas. Está ganhando muitos fãs e muitos informantes. Tem muito servidor com vontade de falar e não tem por onde. O muska é a boca que eles precisavam.

Um comentário:

Aline Graziela disse...

O Muska está muito chique. Dia desses recebi e-mail de um amigo com o seguinte assunto: "Esse joga m... no ventilador". Não me espantei quando abri e vi que se tratava de uma propaganda do Tijoladas. Está ganhando muitos fãs e muitos informantes. Tem muito servidor com vontade de falar e não tem por onde. O muska é a boca que eles precisavam.