quarta-feira, 31 de março de 2010

Ajuizada ação contra envolvidos na contratação de show do tenor Andrea Bocelli

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) protocolou na Unidade da Fazenda Pública da Comarca da Capital, na segunda-feira (29/3), ação por ato de improbidade administrativa contra os representantes da administração municipal de Florianópolis e os empresários envolvidos na contratação do show do tenor italiano Andrea Bocelli, no final do ano passado. Na ação, é requerido o bloqueio dos bens dos envolvidos, para garantir o ressarcimento do erário em caso de condenação.
A ação foi ajuizada contra o Prefeito Dário Berger, contra o ex-Secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Mário Roberto Cavallazzi, contra o Secretário de Finanças, Augusto Cézar Hinckel, contra o ex-Secretário Adjunto de Turismo, Cultura e Esporte, Aloysio Machado Filho, contra a ex- Assessora Jurídica da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, Daniela Gomes Silva Santos Secco, contra os empresários Ricardo Botelho Valente e Waldemar Stefan Barroso e contra a empresa Beyondpar Assessoria e Marketing Ltda.
A ação, assinada pelos Promotores de Justiça com atribuição na área da moralidade administrativa na Comarca da Capital - Newton Henrique Trennepohl, Durval da Silva Amorim e Marina Modesto Rebelo - relata que os agentes públicos da Secretaria Municipal de Turismo utilizaram indevidamente o instituto da inexigibilidade de licitação na contratação do show do tenor italiano pela Prefeitura, permitindo o enriquecimento ilícito de terceiros.

Leia matéria completa no site do MP. Beba na fonte.

2 comentários:

LORD K disse...

...AINDA SE FOSSE PRO MOSQUITO CANTAR NA SSEMBLÉIA...
É BOCA NO TROMBONE FAZENDO PARTE DO CERIMONIAL.
A SAGA CONTINUA..."O INSETO QUE VEIO DE LONGE E O CORRUPTO QUE JÁ MORAVA LÁ" (É SOPA PRA MOSCA!)
...OU O PNDH-3 TBÉM TEM CENSURA PREVISTA PRA BLOGUEIROS COM A INDEPENDÊNCIA DO CANGA?

Anônimo disse...

Não para que o Judiciário vai gastar com milhares de folhas de papel, toner para impressora, tinta para carimbos, pessoal, eletricidade, etc, etc, se isso não vai dar em nada...