sábado, 31 de julho de 2010

Campeão de multas por crime ambiental, Eike Batista faz doação e recebe elogios de Minc

Publicada em 14/10/2008
Bernardo Mello Franco

BRASÍLIA - O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou nesta terça-feira a doação de R$ 11,4 milhões do grupo EBX, do empresário Eike Batista, para investimentos nos parques nacionais de Fernando de Noronha, dos Lençóis Maranhenses e do Pantanal. Segundo o Ibama, uma das empresas da holding, a siderúrgica MMX, deve R$ 29,4 milhões em multas não pagas por desmatamento ilegal do Pantanal.

" Isso não abate as multas do grupo. É uma doação completamente voluntária "

Em solenidade na sede do ministério, Minc entregou um diploma a Eike pela posse de uma reserva particular em Mato Grosso do Sul e, após fazer diversos elogios ao novo parceiro, disse esperar que outros empresários sigam o seu exemplo.Leia mais em O Globo.

Eike Batista diz que BNDS é o melhor banco do mundo

Também pudera, levou do banco RS 1,2 bilhão para o projeto, orçado em RS 1,8 bilhão para obras do Superporto Sudeste, em Itaguaí (RJ)

"O BNDES é o melhor banco do mundo. E é um empréstimo rígido. Só bons projetos ficam de pé. Isso é pago", disse, durante a cerimônia, enquanto agradecia o apoio do banco.

Eike disse ainda que está "na expectativa de trazer para o Rio" (tomara) o estaleiro planejado inicialmente para Santa Catarina, onde enfrenta entraves ambientais.

Segundo o empresário, será construído, junto ao estaleiro, o Instituto Tecnológico Naval. Isso, disse ele, transformará o estaleiro na "Embraer dos mares", referindo-se à fabricante brasileira de aviões, que tem no Instituto Tecnológico da Aeronáutica seu apoio tecnológico.

"Aproveitaremos o conhecimento que nossos sócios coreanos trarão para criar esse centro tecnológico, que reterá o conhecimento aqui", afirmou Eike.

Rolos de Eike com o BNDS

Em um ano em que teve fraco desempenho com ações, o BNDES conseguiu arrumar espaço para uma operação com Eike Batista que representou ganho de cerca de R$ 67 milhões para o empresário. Saiba mais. Beba na fonte.

TV FLORIANOPOLIS deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Campeão de multas por crime ambiental, Eike Batist...": A mineradora MMX foi multada três vezes desde meados de 2007 pela compra de carvão produzido a partir de madeira em áreas onde o acesso era restrito, de acordo com documentos da agência ambiental do Brasil, conhecida como Ibama. O carvão vegetal vinha de uma reserva indígena para alimentar a planta de ferro-gusa da MMX em Corumbá, no coração da região do Pantanal do Brasil. Video Eike Batista extraordinary people http://www.youtube.com/watch?v=XT4JlDrHl0Y

Nenhum comentário: