quarta-feira, 20 de abril de 2011

Andrino coloca PF em cima do Mosquito

    A Polícia Federal fez uma visita à casa da mãe do blogueiro Amilton Alexandre, o Mosquito, dia 17, deixando a senhora, de 84 anos, em pânico. Ela estava desacostumada com visitas da PF. A última que recebeu foi em 1979 quando seu filho esteve envolvido na Novembrada, manifestação de protesto contra o general-presidente Figueiredo.

    Os agentes da PF buscavam o blogueiro Mosquito para intimá-lo a prestar depoimento na na sede da PF. A intimação deve-se a uma queixa-crime no Ministério Público Estadual feita pelo quarto suplente de deputado do PMDB Edison Andrino.
          
     Edison tenta enquadrar o blogueiro Amilton Alexandre por crime eleitoral. O ex-deputado acusa o blogueiro de manter o blog Tijoladas do Mosquito a serviços dos interesses do atual deputado federal Esperidião Amin (PP).
Mosquito esteve ontem na sede da Polícia Federal  e prestou depoimento ao delegado Roberto de Oliveira Cardoso, o mesmo que flagrou o carro do prefeito Dário Berger, com placas falsas, transportando propaganda eleitoral.

     O Dr.Roberto achou que as acusações do suplente Edison Andrino muito inconsistentes e resolveu não abrir inquérito policial contra o inseto. Arquivou tudo.
Mosquito denunciou Edison Andrino várias vezes por corrupção. Em uma de suas denúncias acusa Edison de falsificar matrícula de imóvel na região da Lagoa da Conceição, mostrando,. inclusive, a portaria 106/o9 do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Comentário na Lagoa
Comentários fortes nas cafeterias da Lagoa da Conceição, ontem à tarde, davam conta de que o ex-deputado peemedebista Edison Andrino estaria batalhando uma boquinha como chefe de gabinete da secretaria da Justiça e Cidadania, deputada Ada de Luca.

Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Andrino coloca PF em cima do Mosquito": Depois que o Mosquito se baseou numa tuidada de um escriba da RBS prá meter o pau no PT, do Traso Genro, depois de tudo que escreveu sobre a falta de credibilidade da franquia global, Alexandre caiu no meu conceito. Melhor homenagear o Prates, aquele que odeia pobre com carro velho e vai à praia com calça riscada e camisa social.
Menos, moçada. 



Qualificação do mantenedor deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Andrino coloca PF em cima do Mosquito": As picaduras do Mosquito visam, corajosamente, gente àqueles a quem se imputa a prática de atos prejudiciais aos interesses coletivos.
Não é fácil, arrostando dificuldades financeiras, enfrentar essa gente poderosa, que detona dezenas de processos crimes e cíveis contra quem os critica de forma fundamentada e invariavelmente procedente.
Está na hora de se homenagear o Amilton Alexandre com um título de cidadão honorário, distribuído graciosamente a tantos outros que só fazem tirar proveito da coletividade.
Ele sim, é merecedor de uma homenagem. Fica a proposta. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Mo$quito n tem validade, é um verme, n é inseto. tem que pagar pelos crimes ciberneticos que comete, vadion trabalha e vive com dinheiro da familia amim sim. deu golpe no besc. ladrão do dinheiro público. fascista, bundinha gulosa

Qualificação do mantenedor disse...

As picaduras do Mosquito visam, corajosamente, gente àqueles a quem se imputa a prática de atos prejudiciais aos interesses coletivos.
Não é fácil, arrostando dificuldades financeiras, enfrentar essa gente poderosa, que detona dezenas de processos crimes e cíveis contra quem os critica de forma fundamentada e invariavelmente procedente.
Está na hora de se homenagear o Amilton Alexandre com um título de cidadão honorário, distribuído graciosamente a tantos outros que só fazem tirar proveito da coletividade.
Ele sim, é merecedor de uma homenagem. Fica a proposta.

Augusto J. Hoffmann disse...

Depois que o Mosquito se baseou numa tuidada de um escriba da RBS prá meter o pau no PT, do Traso Genro, depois de tudo que escreveu sobre a falta de credibilidade da franquia global, Alexandre caiu no meu conceito.

Melhor homenagear o Prates, aquele que odeia pobre com carro velho e vai à praia com calça riscada e camisa social.

Menos, moçada.