domingo, 17 de abril de 2011

BADESC promove "Trem da alegria"

Prezado Colega,
    Venho noticiar que o BADESC (Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina S.A.), Sociedade de Economia Mista e que deve respeito as normas legais vigentes no país, está fazendo um verdeiro "Trem da Alegria" dentro da instituição.
    Na verdade estão ascendendo inconstitucionalmente diversos empregados (protegidos, filhos do Rei) de um cargo de nível médio, por exemplo, para um cargo de nível superior. Rasgando, assim, a Constituição Federal de 1988 e desrespeitando o princípio do concurso público para investidura de cargos públicos.
    Tudo isto está acontecendo com a justificativa que existe uma Plano de Carreira de 2005 e este está sendo cumprido. Ora, se existe um Plano de Carreira assim, este é inconstitucional e não pode ser aplicado, sob pena de responsabilização dos responsáveis, inclusive de improbidade administrativa.
    Foi bem em que o Governo Luiz Henrique da Silveira elaborou diversas leis incosntitucionais de Plano de Cargos e Carreiras para os órgãos e as entidades públicas estaduais, tudo com o intuito de ascender os "amiguinhos" a cargos mais altos sem o devido concurso público externo. Foi bem este Governo que criou as maiores disparidades salariais dos últimos tempos entre servidores estaduais com cargos análogos, porém lotados em locais diferentes.
    Daqui a pouco para ingressar no BADESC só no cargo de serviços gerais e depois de estar lá dentro arrumar uma "boquinha" para subir de cargo para algum de nível superior... Que absurdo, isto já é batido na jurisprudência do país e condenado pelo Supremo Tribunal Federal. BASTA!!!
  
Paulo Soares

Rafael deixou um novo comentário sobre a sua postagem "BADESC promove "Trem da alegria"": É lamentável, porém corriqueira, a prática dos nossos digníssimos representantes de enfiar amigos, parentes e apaniguados pela janela no serviço público. Aliás, tem espaço também para muito parente de jornalista que posa de vestal em jornais e emissoras de TV no estado. Vide filhinhos-de-papais-
jornalistas não concursados na ALESC, só para citar como exemplo um entre vários órgãos onde isso ocorre. Em Santa Catarina é tudo uma turminha só, unida para tirar vantagem em tudo: jornalistas, políticos, "doutores" etc. Fico constrangido por esse pessoal da janelinha, que, sem essas mãozinhas amigas, se dependesse unicamente das suas próprias forças e de vergonha na cara, seria incapaz de viver dignamente.

Um comentário:

Rafael disse...

É lamentável, porém corriqueira, a prática dos nossos digníssimos representantes de enfiar amigos, parentes e apaniguados pela janela no serviço público. Aliás, tem espaço também para muito parente de jornalista que posa de vestal em jornais e emissoras de TV no estado. Vide filhinhos-de-papais-jornalistas não concursados na ALESC, só para citar como exemplo um entre vários órgãos onde isso ocorre. Em Santa Catarina é tudo uma turminha só, unida para tirar vantagem em tudo: jornalistas, políticos, "doutores" etc. Fico constrangido por esse pessoal da janelinha, que, sem essas mãozinhas amigas, se dependesse unicamente das suas próprias forças e de vergonha na cara, seria incapaz de viver dignamente.