terça-feira, 26 de abril de 2011

Bonde do Tigrão decreta a falência das SDRs


     Leio nas folhas que o governador Raimundo Colombo inicia hoje, 26, uma viagem por todas as Secretarias Regionais do estado. 
     A caravana do governador Raimundo Colombo, acompanhado da grande maioria dos seus secretários às Secretarias Regionais, é na verdade a decretação do fim das SRDs. Se as secretarias foram inventadas por Luiz Henrique para descentralizar as obras e decisões do governo agora não tem mais sentido. 
     O governo está indo com seus secretários "não descentralizados" in loco para ouvir as demandas das regiões e tomar suas atitudes. Então para que serve um secretário regional? Para que servem as estruturas milionárias montadas por Luiz Henrique? Não servem para nada! Nunca deixaram de ser o que o, hoje, governador Colombo chamou ontem de cabides de emprego.
     É claro que Colombo não tem coragem de simplesmente acabar com as regionais. Muito deve e ainda respeita LHS. Mas sua vontade é de acabar com essa sangria dos cofres públicos e isso já vem confessando à boca pequena.
     Agora com o Bonde do Tigrão, como está sendo chamada a caravana oficial, decreta a falência das famosas SDR's de Luiz Henrique e de um dos sistemas mais enganadores e de corrupção montado por um governo na história de SC.

Comentários:
Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Bonde do Tigrão decreta a falência das SDRs": Caro Canga,
A constatação de falencia das RDR's era uma questão de tempo. Como o brasileiro é novidadeiro, adora "moda", aplaude qualquer novidade. Depois se arrepende.
Vivemos nos ultimos 20 anos dois fatos que vem mostrando a nossa incompetência em atender as demandas da sociedade:
1) Desmoralização das estruturas técnicas do Estado. Nos treis níveis. O governo, então, foi esvaziado de bons técnicos;
2) O aparelhamento do Estado com pessoal desqualificado. Cargos de carreira e responsabilidade são preenchidos com comissionados. Em SC chegamos a perfeiçao de ter gerente dele mesmo! Gerente que não tem quadro subordinado a gerir!
Nesta tônica pode-se entender porque: o PAC empacou; o TCU reclama que falta gestão para que obras para a próxima Copa e Olimpiadas sejam conclusas em tempo hábil; a Infraero não consegue adequar aeroportos; o caus do trãnsito urbano em Floripa esteja como está! E, a ponte Hercilio Luz mantem a festa da reforma!
Dinheiro não falta, falta é competência e cuidado com o dinheiro público!
Que fazer? Nada!
Cada povo vota como sabe. Colhe o que merece!
Atenciosamente,
Vitor 



Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Bonde do Tigrão decreta a falência das SDRs": Essa, se verdadeira, é uma boa nova. A dúvida é o que fará com o espólio: se arrumar teta prá todos era só merchandage(sic). Uma coisa é certa: com 2% do orçamento livre, administrar SC é uma piada. Se sério, que leve adiante e faça acontecer. No mínimo, paga sua dívida com o eleitorado e restitui a sua credibilidade com os demais.
Sérgio,
A idéia do ônibus volante é muito original. Já foi aplicada no governo ACKR e ou JKB. De fato, o governo itinerante comprova e eficiência das SRDs.
A única falha na proposta é o aspecto mercadológico, o tal de marketing.
Deveriam ter contratado o publicitário do governo anterior para que ele camuflasse os dois ônibus de guarda-roupas.
Soube hoje, de fonte segura, que se a iniciativa der certo, haverá uma mudança de todas as SDRs para a Capital, em definitivo. E o governo estadual, agora volante, ficará viajando pelo interior para fazer, concretamente, a descentralização.
Abs.

Marcos Bayer

2 comentários:

Augusto J. Hoffmann disse...

Essa, se verdadeira, é uma boa nova. A dúvida é o que fará com o espólio: se arrumar teta prá todos era só merchandage(sic). Uma coisa é certa: com 2% do orçamento livre, administrar SC é uma piada. Se sério, que leve adiante e faça acontecer. No mínimo, paga sua dívida com o eleitorado e restitui a sua credibilidade com os demais.

Anônimo disse...

Caro Canga,
A constatação de falencia das RDR's era uma questão de tempo. Como o brasileiro é novidadeiro, adora "moda", aplaude qualquer novidade. Depois se arrepende.
Vivemos nos ultimos 20 anos dois fatos que vem mostrando a nossa incompetência em atender as demandas da sociedade:
1) Desmoralização das estruturas técnicas do Estado. Nos treis níveis. O governo, então, foi esvaziado de bons técnicos;
2) O aparelhamento do Estado com pessoal desqualificado. Cargos de carreira e responsabilidade são preenchidos com comissionados. Em SC chegamos a perfeiçao de ter gerente dele mesmo! Gerente que não tem quadro subordinado a gerir!
Nesta tônica pode-se entender porque: o PAC empacou; o TCU reclama que falta gestão para que obras para a próxima Copa e Olimpiadas sejam conclusas em tempo hábil; a Infraero não consegue adequar aeroportos; o caus do trãnsito urbano em Floripa esteja como está! E, a ponte Hercilio Luz mantem a festa da reforma!
Dinheiro não falta, falta é competência e cuidado com o dinheiro público!
Que fazer? Nada!
Cada povo vota como sabe. Colhe o que merece!
Atenciosamente,
Vitor