terça-feira, 31 de maio de 2011

Dinheiro do governo para homenagear o...governo

Raimundo recebe o troféu de R$120 mil, pago com o nosso dinheiro (Foto: Nilton Wolff)
     Enquanto o governo nega o piso salarial aos professores, afirmando que o estado não tem dinheiro, Raimundo Colombo abre os cofres públicos para financiar um contraparente e fazer auto promoção.

    É uma vergonha a forma descarada que o governo usa para repassar dinheiro público à empresas privadas de comunicação. O caso de Lages, terra do governador, é bastante ilustrativo. 

    Lá, a empresa SCC (Sistema Catarinense de Comunicação) de rádio e TV, de propriedade de Roberto Amaral, concunhado de Raimundo Col0mbo, arranjou uma forma fácil de meter a mão no dinheiro público.

    R$ 120 mil, saido dos cofres do FunTurismo, foi o valor que o governo pagou para patrocinar o Orgulho Serrano, um evento criado por Roberto Amaral e que serviu para homenagear o grupo  político do governador.

    Entre os homenageados, além de Raimundo Colombo, estavam Antônio Ceron, Elizeu Mattos, Costinha e Fernando Coruja. Todos candidatos a  candidato a prefeito de Lages em 2012. Na verdade, o tal Orgulho Serrano foi um evento político eleitoreiro. Não havia nenhum representante do governo municipal entre os homenageados. 

Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Dinheiro do governo para homenagear o...governo": Pelo andar da carroça, i.e., as evidências cada vez mais evidentes, SC caiu no conto do vigário? Não sei se por má índole ou má fé, dizem até que o diploma universitário do Governador Colombo é da mesma universidade do Lula. Olha, com franqueza, até quando SC passará atestados assim? Se desejamos avançar, que sejamos mais ousados, mais precavidos e atentos. 

Gerente da fiscalização do DETER aplica golpe no seguro desemprego

     Conforme Diário Oficial do Estado do dia 09-02-2011, o atual Gerente de Fiscalização do Departamento de Transportes e Terminais/SC, Paulo Ferreira, foi nomeado para exercer o cargo comissionado de Gerente de Fiscalização do DETER nesta data. 
    A indicação, teria sido do seu padrinho político Pedrinho Bittencourt (DEM), envolvido com denúncias de aposentadoria fraudulenta na Alesc.
     Paulo Ferreira, saiu da Empresa Zanattatur de Laguna, onde trabalhava, para ocupar o cargo de Gerente da Fiscalização, mas mesmo assim solicitou Seguro Desemprego. Paulo Ferreira já recebeu 4 parcelas nas datas 24/02/2011, 28/03/2011, 25/04/2011, 25/05/2011 e a última será dia 24/06/2011, conforme documento emitido pelo INSS.    

Crime: O que diz a Lei 7.998/1990

    Art. 25. O empregador que infringir os dispositivos desta Lei estará sujeito a multas de 400 (quatrocentos) a 40.000 (quarenta mil) BTN, segundo a natureza da infração, sua extensão e intenção do infrator, a serem aplicadas em dobro, no caso de reincidência, oposição à fiscalização ou desacato à autoridade.
     § 1º Serão competentes para impor as penalidades as Delegacias Regionais do Trabalho, nos termos do Título VII da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
     § 2º Além das penalidades administrativas já referidas, os responsáveis por meios fraudulentos na habilitação ou na percepção do seguro-desemprego serão punidos civil e criminalmente, nos termos desta Lei

    
    Este cidadão além de fraudar o INSS é um exemplo de improbidade administrativa.
    Assim, podemos conceituar o ato de improbidade administrativa como sendo aquele praticado por agente público, contrário às normas da moral, à lei e aos bons costumes, ou seja, aquele ato que indica falta de honradez e de retidão de conduta no modo de proceder perante a administração pública direta, indireta, ou, nas três esferas políticas.
     Esperamos que ações e providências sejam tomadas, para que no futuro não tenhamos que conviver com outros atos imorais e vergonhosos, que não combina com o cargo que ocupa.
 
Seguro-Desemprego
Consulta Situação do Requerimento/Recurso
Número do PIS-PASEP : 10821997758
Nome : Paulo Ferreira
Situação : Pagamento do Benefício em Andamento Tempo de Serviço : 36 meses
Parcela Situação Disponível a partir de
1/5 Pago 24/02/2011
2/5 Pago 28/03/2011
3/5 Pago 25/04/2011
4/5 Emitido 25/05/2011



Procedimento :
Prezado Sr(a).
Para verificar se a próxima parcela já estará disponível, consulte novamente o sistema a partir de 24/06/2011. Para maiores esclarecimentos sobre como receber o Seguro-Desemprego clique aqui.

© MTE. Todos os Direitos Reservados. Esplanada dos Ministérios Bloco F – CEP: 70059-900 – Brasília – DF – Telefone: (61) 317-6000

O denunciante pediu sigilo de fonte por temer represálias, já que também é funcionário público. O sigilo está garantido amigo. Denuncie sempre, em paz.

O governo continua mentindo

Em carta ao jornalista Moacir Pereira, , professor desmente o governo que afirmou à imprensa que o piso salarial seria pago agora em maio: 

“Senhor Moacir.
     Talvez minha “pequena constatação” seja maior do que eu imagine.
Verifiquei durante esses últimos dias ou semanas que na mídia (vi e/ou li inúmeras vezes) era citado que o piso de R$ 1.187,00 seria pago já em maio deste ano para um bom percentual dos professores.
     Pois hoje fui ver meu contracheque, sou professor efetivo, e posso afirmar que não foi pago. Liguei para a S.E.D. agora as 13h20min e lá no setor de folha de pagamento não há nenhuma informação ou autorização nesse sentido. Ou seja, não foi pago nada e ninguém sabe quando será. O senhor pode fazer um teste ligando para 3221.6000 pedindo para falar com a Folha de    Pagamento e questionar como se fosse um professor. Como eu fiz, se lhe convier.
     Então tanto o governo como vocês do meio jornalístico estão faltando com a verdade quando veiculam as informações que lhe são passadas.
     Alguma coisa está errada.
     Peço desculpas por algum mal entendido que essa minha mensagem possa ter ocasionado, mas não é nem foi essa a minha intenção.
     Obrigado pela gentileza de me ler e pela atenção.
Meu abraço, Raul Michalkski, de Florianópolis.”

"Colour as Experience"


Fotos de Salvatore Lamanna

ONODI convida


Amigas e amigos do ONODI

    A Associação Recreativa Cultural e Ecológica ONODI é uma das entidades que participará das comemorações do Dia Internacional do Meio Ambiente - 5 de junho - juntamente com o Núcleo Distrital da Planície do Campeche (NDPC) e cerca de 15  outras entidades do Bairro.
    O ONODI participou da elaboração do Plano Diretor do Campeche e, hoje se une às demais entidades para valorizar nosso bairro, pedir a validação do nosso Plano e consequentemente respeitar nossa qualidade de vida.
    A comemoração terá boi de mamão, música, filmes, festival de pandorga e alas diferenciadas sempre com motivos alusivos ao meio ambiente e a cultura do bairro.
    O ONODI foi convidado a comparecer com a ALA das Águas. É o que faremos, vestidos de AZUL.
    Venha conosco. Nosso ONODI não é só carnaval mas pode fazer da comemoração uma ação alegre e responsável.

Paulo Riccioni- Presidente

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Greve dos professores: Intervenção federal

     A deputada estadual Angela Albino (PCdoB) afirmou, nesta segunda-feira, que a decisão do governo de ignorar o acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF) que ordena o pagamento do piso nacional aos profissionais da Educação pode deflagrar um processo de intervenção federal no Estado.
    Angela afirmou que a medida, excepcional, é respaldada pela Constituição Federal, que prevê, no inciso VII do artigo 34, a intervenção da União quando o Estado deixar de “prover a execução de lei federal, ordem ou decisão judicial”.

FALTOU A VELHINHA

Por Edison da Silva Jardim Filho

    Sinto necessidade de dar sequência ao meu último artigo, depois da aprovação, pela Câmara Federal, na semana passada, do projeto do novo Código Florestal, com a redação proposta pelo seu relator, o deputado federal do PC do B pelo Estado de São Paulo, Aldo Rebelo.

    A truculência que os deputados da chamada “bancada ruralista” usaram, no plenário da Câmara Federal, trouxe-me à mente, no momento em que redijo este artigo, a matilha de cães violentos que eu assisti, na grande praça situada em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires, tentar trucidar um outro cachorro. Eram todos cães grandes, inclusive o que foi atacado. Foi impressionante! Faziam parte da matilha uns sete, oito cães. Todos, ao mesmo tempo, como que obedecendo a um comando único, avançaram, com uma ferocidade que só tinha visto em filmes, para cima desse um, que resistiu bravamente. Quem o salvou foi uma velhinha que dispersou a matilha, em pleno ataque, a golpes do seu guarda-chuva. Havia pouco, tinha caído uma chuva fininha. O cão atacado saiu muito machucado e, por força do natural instinto de sobrevivência, foi proteger-se e esconder-se bem no centro de um grupo de turistas que ouvia as explicações do seu guia. Ficou, ali, deitado, arfante pela agressão brutal e covarde que, heroicamente, acabara de enfrentar, recuperando as energias. Desde aquele passeio, indago-me, sem respostas, sobre as razões que a matilha poderia ter para querer “suprimir” esse cão de sua convivência, se não na própria matilha, mas naquela grande praça pública. Em dado momento, ele saiu do centro do círculo de turistas e caminhou, rápido, na direção de uma rua oposta de onde estava a matilha. Mas os sete, oito cães que a formavam, ficaram ainda por um bom tempo rondando a praça à procura do cachorro que tinham atacado, certamente para matá-lo. Tomando emprestados os versos do poeta Carlos Drummond de Andrade: “Nunca me esquecerei desse acontecimento/na vida de minhas retinas tão fatigadas.”

    Essa imagem do ataque da matilha relacionada à sessão de votação do projeto do novo Código Florestal, deve ter me ocorrido também pela leitura que acabo de fazer do pungente artigo de autoria da professora de criminologia da UFSC, Vera Regina Pereira de Andrade, intitulado: “A sociedade espelhada: o humano e o animal/Manifesto pela libertação animal”. “No mundo animal, se reproduz a violência de classe, existindo animais ricos, remediados, pobres e completamente excluídos.”

    A bancada ruralista na Câmara Federal é composta, em boa parte, de grandes proprietários rurais. O seu deputado que não o é, em todo o caso está muito rico. A mesma raiva e ódio nos olhos dos cães da matilha naquele final de tarde na praça da Casa Rosada, vi brilhando, diante de mim na televisão, nos olhos dos deputados que conduziram a vitória da bancada ruralista na negativamente histórica sessão da Câmara Federal na semana passada. Infelizmente, nela ou antes dela, faltou a velhinha decidida para acabar, a golpes de guarda-chuva, com a ideia estúpida de derrubar as nossas florestas e matas para fazer avançar as fronteiras do agronegócio, principalmente das plantações de soja, na direção da região da Amazônia.

Praça Tancredo Neves agora: protesto dos professores

domingo, 29 de maio de 2011

Entrevista exclusiva com Beto Stodieck

    Acabo de assistir o documentário "Nas Páginas de Beto Stodieck: caricaturista dos momentos e personagens" (assista aqui) dos jornalistas Fernando Guedert e Camila Stuart, sobre o jornalista Sérgio Roberto Leite Stodieck, conhecido como o "colunista da cidade".

    Conheci o Beto no jornal O Estado e, como mostra o documentário, era realmente uma figura fantástica. Muito à frente do seu tempo, criativo, culto, inteligente, crítico, com humor ácido refinado.
    Beto foi despedido do jornal O Estado em 1980, por entrar em conflito com o poder estabelecido à época. Nelson Rolim, Jurandir Camargo e este blogueiro também foram para a rua pelos mesmos motivos. Criamos o jornal Afinal. No primeiro número resolvemos entrevistar o Beto, e fazê-lo abrir o seu coraçãozinho, que muito sentia e sabia. 

    Fomos até a casa de pedra, do Beto, no caminho da Joaquina. Beto estava paranóico, assustado, com medo de represálias do governo. Estava de malas prontas rumo a New York. Claro, no caso do Beto, exílio só poderia ser na capital do mundo. Antes de partir nos deu esta antológica entrevista. 

    Mancheteamos com a melhor frase: Estou com medo de ser assassinado!

    Na entrevista, Beto finalmente se liberta da censura e solta o verbo sobre a sociedade florianopolitana e seus segredos. Fala sobre a tentativa de venda do jornal O Estado para a RBS, já naquela época, e da sua relação com Jorge Bornhausen, governador e mentor da sua demissão.
    
    Fala de Esperidião Amin, da prisão do Gilberto Gil, em Florianópolis, e da "geral" que o famoso delegado Eloi Azevedo deu na sua casa antes de prender Gil. Beto era o responsável pela vinda de Gil à cidade.

     O Afinal, com o Beto na capa, foi um sucesso estrondoso. Vendeu como água.

Clique nas imagens abaixo e leia a entrevista completa:




Das letras que arrepiam

    Por Marcos Bayer

    Escrever é a capacidade de reunir palavras de tal forma que provoquem emoções. Não se sabe dizer de onde elas nascem, mas provavelmente a emoção é resultado de conclusões que brotam dos registros gravados no tecido cerebral.


     O fundamental é ter habilidade para expressar sem pincel, nem tintas, sem instrumentos musicais, nem voz ou sem fotogramas um filme colorido na cabeça do leitor.

     Os mestres são capazes de contar numa centena de páginas uma revolução, paixões caleidoscópicas, crimes desvendados e até a luta entre um peixe e um velho e o mar.

     O texto que não conseguir transportar aquele que o lê para o cenário onde acontecem os fatos, não tem valor.

     O escritor, mais do que o orador de qualquer tribuna, é um grande administrador. Passam por sua mente infinitas idéias sobre milhares de temas. Ele tem que selecioná-las, compô-las e grafá-las, ou como se diz modernamente, fazer um download delas:

Tua boca vermelha, teu cheiro de mulher, teu ventre macio, teu riso, teu gosto.
Olhares de fogo e paixões vulcânicas...
Larvas quentes que amornam meu peito
E correm sobre meu corpo embrulhado pela tua carícia úmida
De um corte rubro que protege o fruto do prazer...
Não sou suficiente para conter o que sinto
E sou pequeno diante da dor
Não tenho estrutura para compreender o mundo
Apenas ator daquilo que sou
E vivo inconstante entre o riso do alívio
E o choro do pavor.

Não há que ter rima
Apenas ânima e sabor... 

A espera...

Nesta época do ano a ilha se transforma porque  sao  aguardadas as suas mais ilustres visitantes. Campeche a espera da tainha...



O saber liberta!

Ressaca assusta no Pântano do Sul

Fotos tiradas por Fabrício Escandiuzzi.
Foto tirada em frente ao Bar do Arante....
Pântano do Sul, agora a tarde,,, água subiu e assutou pacas...

Tijoladas denuncia invasão de área pública

A privatização do espaço público - Santo Antônio de Lisboa - Onde isso vai parar - A cidade na mão de corvos. Impunidade e propina.

Leia matéria completa. Beba na fonte.


 

sábado, 28 de maio de 2011

Uma mentira dentro da outra

Ou esse povo do Planalto é muito mentiroso mesmo ou acha que todo mundo é idiota.
 Do blog da Olivete Salmória
Não ocorreu anúncio algum!

    O secretário de Assuntos Extraordinários, Paulo César da Costa, chegou ontem ao estado e se deslocou rapidamente para Lages. Ele esteve no lançamento da Florestal & Biomassa.

    Segundo Costinha a viagem foi bem produtiva, com  bons resultados para Lages. Contudo observou que, com relação a ZF, não ocorreu novidade alguma além do que já estava acertado antes da viagem: a empresa reiterou o compromisso de instalação em Lages a partir de 2013. 

“O que nós fizemos ao ir lá foi uma visita de cortesia”, disse Costinha. 

L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Uma mentira dentro da outra":
Vc acha que essa ZF vai se instalar em Lages? Porque razão faria isso? Lá tem mão de obra qualificada para essa empresa? Tem aeroporto com voo regular p/ grandes centros? Tem um grande porto então? Boas rodovias para chegar até lá? Uma moderna linha férrea ligando a cidade a algum porto importante? Deixa eu adivinhar: tem um parque hoteleiro de primeira para receber os executivos da empresa!? Não?! Bom então posso presumir que a empresa vai se instalar lá por que a cidade é um pólo industrial em ascensão com a presença de diversas empresas fornecedoras da cadeia produtiva da ZF?! Acertei?! Bom...Então não sei mais nada! Mas poderia ser pior! Poderiam ter anunciado uma nova unidade da "Pescados Gomes da Costa" em Lages! 

HOMOSSEXUALISMO VIRA BANDEIRA

Por Janer Cristaldo

    Leitor me pergunta se vou escrever algo sobre o kit gay do ministério da Cultura. “Nove em cada dez pessoas com quem converso e se opõem ao kit por "incentivar a homossexualidade" não assistiram nenhum dos vídeos. Dá a impressão de que a oposição do homem médio por aí ao kit é apenas prazer sádico em dizer não e com isso inflar o sentimento de superioridade ou, sei lá, inflar uma idéia distorcida de poder”.

    Vamos lá! Não, não vejo nenhum prazer sádico em dizer não. Penso que o Estado – como também a Igreja – nada tem a ver com a vida sexual de quem quer que seja. Não que eu concorde com a presidente. Ela concorda comigo, já que desde jovem defendo esta tese. Com uma diferença. Eu a defendo porque assim penso. Não preciso comprar votos da bancada evangélica para defender um ministro corrupto.

    Para começar, não tenho simpatia alguma pela tal de educação sexual, pelo menos como vem sendo ministrada. Que se dê a um adolescente noções do aparelho reprodutivo, informações sobre doenças venéreas e sua prevenção, tudo muito louvável, digno e justo. Daí a entrar em detalhes sexuais, como vem sendo feito, considero um abuso por parte dos professores. Estão roubando ao adolescente o prazer da descoberta. Nada melhor que deparar-se com algo desconhecido e penetrar aos poucos no mistério. Leia tudo. Beba na fonte.


 L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "HOMOSSEXUALISMO VIRA BANDEIRA": O Governo do PT, infelizmente, foge das questões básicas para se ater em factóides que desviam a atenção. Um ministro eivado de suspeitas - e fatos anteriores dão um maior tom para tal - está na mira (novamente!!!) e levantam poeira com cartilhas suspeitas ("portugueis nóis aprende") e kit gay, para início da conversa. Nesta próxima semana, será a CBF (Ricardo Teixeira). E o ministro vai ficando... 

As Fortificações da Ilha de Santa Catharina

     A TV UFSC irá exibir o documentário "As Fortificações da Ilha de Santa Catharina" no programa Cinema Catarinense neste sábado, dia 28 de maio, às 21h.
 
     Com iniciativa da SECARTE/UFSC, produção e direção de Tatiana Kviatkoski, o vídeo traz a história, o processo de restauração e as atividades culturais disponíveis nas fortalezas.

     O Projeto Fortalezas da Ilha de Santa Catarina começou em 1989, restaurou e mantém as fortalezas de Santa Cruz de Anhatomirim, São José da Ponta Grossa e Santo Antônio de Ratones.


Assista o documentário completo no blog do JOSÉ HENRIQUE OROFINO DA LUZ FONTES

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Em protesto contra Colombo professores queimam diplomas

Os professores da rede estadual queimam seus Diplomas em protesto ao Governador Raimundo Colombo que não aderiu ao piso nacional aos professores graduados.” Onde está indo a nossa educação? -Está indo para o fogo“. Responderam os professores.
 (Do Sanjo)



Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Em protesto contra Colombo professores queimam dip...": Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. São Joaquim da Costa da Serra, míseros 100 km da meca do Governador, dantes tão conservadores, dão uma demonstraçao de indignação. Salário e perspectiva de vida, sustento, não é luxo e nem tema para politicagem. SC desde seus primórdios, quarda estranho paralelo com o coronelismo doutras terras. Não tardará isso se acabar. A educação, seja em casa ou fora dela, é o pilar e esteio de uma cultura e, a sua ausência, a gênese do caos.

A falência de SC e a ausência do governador

Por Sérgio Rubim    

    Causando espécie a ausência do governador Raimundo Colombo neste momento importantíssimo da história de Santa Catarina. O estado entrando em situação falimentar com a paralisia das suas instituições e o governador em viagem de, de que mesmo?, pela Europa.
     Começa a surgir um sentimento de abandono entre os seus mais de 1,8 milhão de eleitores. Colombo largou o estado nas mãos do conhecido ineficiênte Eduardo Pinho Moreira (PMDB) no momento que começam a aparecer as falcatruas de oito anos de governo Luiz Henrique da Silveira. No momento do desmoronamento da imagem mentirosa do "estado de eficiência" e outras baboseiras mais criadas pelo seu departamento de comunicação e repetidas constantemente pela imprensa comprada com verbas institucionais, o estado se encontra sem direção, sem interlocutor confiável, sem uma palavra de esperança.

    A casa Caiu! 

    O governador, campeão de votos, que se elegeu com o lema  "As pessoas em primeiro lugar", abandonou as pessoas. Perambula pela Europa com uma troupe de políticos, jornalistas e empresários criando factóides e enviando, de lá, falsas notícias sem ter o mínimo de idéia do caos em que se encontra Santa Catarina.

    A falência da educação é a mais visível neste momento. Os professores, humilhados com seus salários de fome, saem às ruas em uma mobilização sem precedentes na história do magistério. Unidos, não encontram outra saída para protestar contra o arrocho a não ser entrar em greve e paralizar a vida educacional de milhares de estudantes. 

    Na questão da segurança o estado perdeu totalmente o controle. Fruto do desmonte da hierarquia e da politização da Polícia Militar. A intriga, o ódio e a partidarização foram levados para dentro da caserna. Os baixos salários e a corrupção acabaram com a segurança em SC. As chacinas dentro dos presídios dominados por facções criminosas (11 assassinatos só este ano em São Pedro de Alcântara), as constantes fugas das peniténciárias, assaltos, assassinatos, e ataques a postos policiais, acuaram a própria polícia e colocaram a população em situação de refém do crime.

    A saúde então nem se fala. A famosa ambulâncioterapia que iriam acabar no o governo de LHS se multiplicaram e hoje os hospitais da Capital se enconttram na UTI. Aqui em Florianópolis, se morre nos corredores por falta de atendimento, de remédio e de leitos. 
O caso mais gritante é o do tradicional Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o hospital das Irmãs, em Lages, terra do governador. Ainda ontem o hospital teve a sua emergência fechada e se encontra em estado de calamidade pública.

    Na Suíça, ontem, Colombo entabulava conversas com o Ministro de Economia e Saúde Pierre François Unger. "A troca de experiências vai auxiliar na capacitação dos gestores, tendo mais sucesso na administração, o que vai refletir na qualidade de serviços à comunidade. Ás vezes, pequenas ações tomadas no dia a dia contribuem para que se tenha bons resultados”, afirmou.

    Existe um sentimento de abandono e impotência na população. Com a imprensa denunciando casos de corrupção do governo Luiz Henrique, mostrando a farra da Casan durante a administração de Walmor dinheiro no lixo De Luca, o Ministério Público investigando a farra das aposentadorias fraudulentas da Alesc (baseada em denúncias deste blog) e nada acontece.

    Esperamos que o governador Raimundo Colombo comece hoje mesmo a trabalhar e interfira com rigor para resolver estes problemas urgentes que não podem esperar "a troca de experiência para capacitação de novos gestores". 

É o aqui e agora governador! 

Por favor governador, não deixe na estrada as pessoas que o senhor prometeu colocar em primeiro lugar!

Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A falência de SC e a ausência do governador": De tanto se falar em estelionado eleitoral nos acostumamos a fazer de conta. A situação caótica de SC é a cabeça no muro. Um dos artífices, o LHS, desfruta do melhor porque o nosso eleitor, além de míope e surdo, é muito desatento. Pela mesma razão, casou os demais pares, numa combinação perfeita, de mediocridade e desfaçatez. De novo, quem paga o pato, todos os catarineses, tenham votado neles ou não.

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A falência de SC e a ausência do governador": ABAIXO A MILITARIZAÇÃO DA POLICIA!!!...QUEREMOS POLICIAIS IGUAIS AOS PAÍSES COM SEGURANÇA EXEMPLAR SEM POLÍCIA MILITAR. VALORIZAÇÃO JÁ DOS PROFESSORES E MESTRES ACIMA DE QUALQUER COISA. ABAIXO MEMBROS E DEMAIS AGENTES PÚBLICOS CORRUPTOS DO EXECUTIVO, LEGISLATIVO E PRINCIPALMENTE OS BLINDADORES E ENGAVETADORES DO JUDICIÁRIO APLICANDO-LHES PENAS EM REGIME FECHADO IGUAL A QUALQUER ASSALTANTE OU CRIMINOSO QUE OS MESMOS PSEUDO-MORALISTAS JULGAM E CONDENAM.
JEAN PIERRE


L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A falência de SC e a ausência do governador": Canga,
Primeiro, é importante saber que o governador não tem autonomia. Recebe orientação superior. E não estou falando de orientação divina.
Segundo, governar não é para qualquer um. É preciso ter vontade, vocação e determinação. Logo, o que estamos vendo é apenas o início do desastre. Boa noite.

kota kahuana

Do Milton Ostetto

Existem praias tão lindas, cheias de luz
nenhuma tem o encanto que tu possuis
tuas areias
teu céu tão lindo
tuas sereias sempre sorrindo
Copacabana princesinha do mar
pelas manhãs tu és a vida a cantar
e a tardinha ao sol poente
deixa sempre uma saudade
na gente
Copacabana o mar etermo cantor
ao te beijar ficou perdido de amor
e hoje vive a murmurar
só a ti Copacabana

(Dick Farney)

Nei Duclós deixou um novo comentário sobre a sua postagem "kota kahuana":
Dick Farney cantou e fez sucesso com Copacabana, música de Alberto Ribeiro (http://www.dicionariompb.com.br/alberto-ribeiro/dados-artisticos) A letra é de João de Barro, o Braguinha.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Amanhecer no Campeche


Genocida Ratko Mladic é preso na Sérvia

Da Folha online    
A polícia sérvia prendeu nesta quinta-feira o ex-general foragido Ratko Mladic, criminoso de guerra culpado pelo TPI (Tribunal Penal Internacional) para a ex-Iugoslávia. A informação foi confirmada em coletiva de imprensa pelo presidente sérvio, Boris Tadic.
    "Detivemos Ratko Mladic hoje de manhã. O processo de extradição está em curso", afirmou Tadic, aludindo à transferência do ex-comandante para ser julgado pelo tribunal de Haia.
     Sua detenção é "resultado de uma cooperação completa entre a Sérvia e o Tribunal de Haia", disse ainda o presidente sérvio. "No dia de hoje, fechamos um capítulo da história de nossa região, que nos levará a uma reconciliação completa", acrescentou. Beba na fonte.

Relatório do TC desmascara governo de LHS

Do Moacir Pereira

TCE: Os recursos “subtraídos” da educação e da saúde



O governo do Estado deixou de repassar nos últimos anos a quantia de R$ 1.670.000.000,00 para a educação e de R$ 627.700.000,00 para o setor saúde. É o que consta da página 92 do parecer prévio do conselheiro Salomão Ribas Júnior nas contas do governo Luiz Henrique/Pavan de 2010.
Um substancioso documento técnico de 128 páginas traz, de forma didática, apreciações judiciosas e esclarecedoras sobre a receita tributária estadual e a destinação dos recursos aos poderes, aos diferentes setores, as empresas e demais órgãos públicos.
Ao avaliar o funcionamento dos quatro fundos criados no governo Luiz Henrique (Esporte, Turismo, Cultura e Fundosocial), o relator revela que no qüinqüênio (2006-2010) o Estado deixou de repassar para educação e saúde a quantia de R$ 689.910.000,00, considerando o desvio dos quatro fundos, cujo recursos não são computados na receita tributária estadual. São, assim, excluídos da redistribuição aos poderes e setores definidos na Constituição, como saúde(12%) e educação(25%). Ressalta o documento de forma textual: “Desse valor (689 milhões), R$ 465.910.000,00 foram subtraídos da educação e R$ 223.640.000,00 da saúde”.
O relator somou, também, os valores destinados ao pagamento de inativos na saúde e na educação e o que foi contabilizado como investimento nas duas áreas. Chegou às somas de R$ 1.210.000.000,00 não aplicadas na educação e R$ 404.300.000,00 não destinados à saúde. Ele lembrou decisão do Tribunal de Contas determinando à Secretaria da Fazenda que inclua a receita do Fundosocial na base de cálculo para aplicações mínimas e constitucionais na educação e na saúde. A Secretaria da Fazenda insurgiu-se contra a decisão. O processo tramita no Tribunal de Contas. É relatado pelo auditor Cléber Muniz Gavil.


Nelson Jvlle deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Relatório do TC desmascara governo de LHS": Então, e agora?
Vai acontecer algo com os responsáveis? O senador será chamado a dar explicações? Será processado? Perderá o mandato?
Eu não sei o que é mais decepcionante. Tomar conhecimento do crime, ou não ver o responsável punido.
Pizza novamente.

De concreto nesse caso, só a satisfação tardia de ver um jornalista da "grande imprensa" de SC noticiar o fato.
E mais uma vez lamentar que não o tenha feito antes, enquanto o rei ainda estava no trono. 

A maracutaia dos táxis em Florianópolis

Novas transferências irregulares no sistema de táxis de FlorianópolisRecadastramento. Permissão de viúva se junta a outras cinco ainda não explicadas

Fábio Bispo (do ND online) 

 
    O recadastramento dos 258 permissionários de táxis antigos da Capital trouxe à tona novos casos de falhas no sistema de fiscalização e transferência de permissões, controlados pela prefeitura. Nesta terça-feira(24), Maria Bernadete Silva, 48, foi até o pátio da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) reclamar a posse do táxi com prefixo 0211, que pertencia ao marido, Sérgio Dalmy de Oliveira. A mulher alega que o táxi foi parar em poder do cunhado, Sílvio Dalmy de Oliveira, sem explicação alguma por parte da prefeitura.

     O artigo 65 da Lei Complementar 085/2001, que regulamenta o serviço, estipula que a transferência da permissão só pode ser feita para herdeiros, e apenas no caso de falecimento ou invalidez do permissionário. No entanto, entre os anos de 2005 e 2007 pelo menos outras cinco transferências foram autorizadas pela Secretaria de Transportes, nenhuma delas para herdeiros ou meeiros (pessoa em partilha de bens). Leia mais. Beba na fonte.

Uma visão do futuro...

Posto Policial de Santo Antônio fecha

Conseg conclama comunidade a reagir



    A Polícia Militar (PM) resolveu fechar, por tempo indeterminado, o Posto Policial de Santo Antônio de Lisboa, que também atendia os bairros de Sambaqui e Cacupé. De acordo com o vice-presidente do Conselho de Segurança (Conseg) da região, Bernardus Kreijnbrink, a decisão da PM deve-se a um receio de que os recentes ataques a bases da polícia em Santa Catarina cheguem ao local. “Aqui, só tinha um funcionário trabalhando e eles acharam que não era seguro”, diz Kreijnbrink.

    O vice-presidente do Conseg conclama a comunidade a reagir contra o fechamento do posto. “Não podemos aceitar isso.” Para Kreijnbrink, se a PM não tem pessoal para colocar na unidade, a Prefeitura deve ser acionada para que, pelo menos, guardas municipais façam rondas na região.

    O posto policial, localizado na esquina oposta à Igreja e perto do Clube Avante, está sem funcionar há cerca de um mês. Isso porque o único funcionário estava de férias. Segundo Kreijnbrink, a informação ainda não havia sido divulgada porque a paralisação das atividades não era permanente. Antes disso, a base funcionava 24 horas por dia e ajudava a frear a crescente onda de criminalidade no bairro. (Do Daqui)

L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Posto Policial de Santo Antônio fecha": Posto policial fecha por medo de bandidos. Isso acontece, quando tem coragem de votar em LHS XV - São Benedec - Colombo Cabide e por ai vai. A situação não é melhor no interior tambem. Saúde,segurança e como vemos muito bem na Educação,não háinvestimento. A pergunta que fica é: para quem pagamos os impostos? Para os inválidos aposentados da alesc? tambem para os inválidos ativos na Alesc.
 

Coisas do Tim...

Tim Maia em seu 2º disco gravado pela RGE no selo Fermata. Raridade. Um compacto muito difícil de se achar nos sebos além de ser vendido a peso de ouro. (Valeu Marcos)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

O QUE É FUTEBOL?

Por Nei Duclós



Futebol não é espetáculo. Se fosse, não existiria retranca e nem estaria focado nos resultados. Uma ópera, um concerto, um filme são espetáculos. Futebol é conflito, exercido dentro de regras rigorosas, que a toda hora são transgredidas, porque somos vocacionados para o confronto e não tem apito que segure. É uma representação da guerra: 22 pessoas se enfrentam para ver quem ganha, multidões carregam bandeiras e cantam hinos épicos. A torcida é a população civil, exposta à metralha e ao bombardeio, enquanto os 22 jogadores são as Forças Armadas. Há ainda os cartolas, que são os estrategistas, e a crônica esportiva, que são os correspondentes de guerra.


    É natural que um correspondente no front tome partido. Era assim a cobertura de futebol antigamente. Depois inventaram a isenção, rompida a toda hora, quando o narrador é brasileiro num jogo da seleção, paulista num jogo contra alguém de fora do seu estado , carioca quando acha que o futebol brasileiro só se justifica num Flaflu (no Maraca). O que não dá para suportar é ver os comentaristas lamentando (em vez de reportar direito, sem falsos espantos) as brigas dentro e fora do campo, como se isso fosse algo que não pertencesse ao futebol. Assumem os interesses da corporações que os sustentam, pois as emissoras apostam no espetáculo, enfoque exigido pela publicidade, quando há simplemente porrada - e as mortes na saída dos jogos não me deixam mentir.


    No jogo deste domingo, entre Corinthians e Avaí, no Pacaembu, o tempo fechou dentro de campo. O Timão queria colocar a mão na taça sem deixar que o adversário carimbasse a faixa. E o Avaí, depois de 30 anos de jejum na série A, queria mostrar que está à altura para participar da primeira divisão nacional. O futebol assim mostrou a cara e a guerra emergiu sem piedade. Mão na fuça doutro, carrinho criminoso, socos, pontapés, xingamentos: quem disse que esse jogo é como uma peça de teatro ou um festejo de fogos de artifício?
Leia artigo completo. Beba na fonte. 

Rafael Rubim deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O QUE É FUTEBOL?": Sobre este post, cabe falar o link sobre o Boina F.C. - http://obairrista.com/noticia&codigo=300 

PRAZER, TRÂNSITO EM JULGADO

Por Henrique Bruggemann
 
    Nesta terça-feira, o Supremo Tribunal Federal julgou o último recurso interposto pela defesa do jornalista Pimenta Neves, agora definitivamente condenado pela prática de crime de homicídio. Ao proferir a decisão, o Ministro Celso de Mello determinou a imediata execução da sentença condenatória de quinze anos de prisão, em regime inicialmente fechado.

    E a população brasileira quer saber quais os motivos que levaram o jornalista a permanecer solto desde o ano 2000, época em que o crime foi praticado.
    A questão é simples: a prisão provisória, ou seja, aquela que ocorre antes de trânsito em julgado de uma sentença criminal condenatória é “Medida de Exceção no Direito Criminal Brasileiro, utilizando-se o título da obra do Desembargador catarinense Jorge Henrique Schaefer Martins. Essa prisão somente deve ocorrer se muito bem demonstrados os motivos que a autorizam, sendo que no caso em análise não se vislumbrou a necessidade dessa segregação cautelar.
    Portanto, o cerceamento de liberdade somente deve ocorrer, em regra, após todos os recursos serem analisados, ocorrendo o trânsito em julgado da decisão condenatória. E é exatamente isto que ocorrereu no caso do jornalista, o qual se entregou passivamente após a determinação de sua prisão, fato que reforça a tese de que sua prisão preventiva seria desnecessária.
     Já as ponderações feitas pelos Ministros da Corte, a respeito do uso demasiado de recursos e do constrangimento em se explicar os motivos pelos quais um delito cometido no ano 2000 ainda não conta com a prisão de seu envolvido não possuem nenhuma relação com o caso em concreto, pois a defesa do jornalista somente se utilizou dos meios recursais disponíveis em nosso ordenamento jurídico.
     Diante disso, pode-se afirmar que no caso em análise não se deve lamentar que a prisão tenha ocorrido somente onze anos após a prática do crime e sim louvar-se que o princípio constitucional da ampla defesa foi respeitado, bem como que a prisão cautelar foi realmente pensada como medida de exceção.
      E a grande quantidade de recursos previstos no ordenamento jurídico e a morosidade do Poder Judiciário não são problemas do jornalista Pimenta Neves, que agora tem outros assuntos para tratar.
*Henrique Gualberto Bruggemann – Advogado especialista em Direito Público e Mestrando em Direito pela UFSC.

Abunda o leite na Suiça

Por Sérgio Rubim

Comitiva do governo catarinense finalmente chega à Suíça
UUUU Tererê!!!!!!

    Enquanto os professores catarinenses travam uma luta de sobrevivência pedindo apenas que o governo cumpra a lei e pague o piso salarial, o governo Raimundo Colombo peregrina por países europeus com a sua corte lageana e mais uma penca de jornalistas (viajam com o nosso dinheiro?) que diariamente, pela TV, rádio, jornais e blogs, nos enviam notícias alvissareiras dos contatos em terras d'além mar (obrigado Nei).

    Raimundo, esperto, deixou o seu vice para "pagar"os professores. O vice, Pinho Moreira (PMDB), é famoso por não pagar nem as contas de casa. Lembram da Trirradial? Quando deu um calote no finado BESC? Pois é, de bobo o Colombo só tem a cara!

    A única coisa concreta que foi produzida até agora nesta viagem de prospecção industrial foi uma grande mentira: a vinda da ZF, empresa alemã que fabrica peças automotivas. Depois de ser alardeado aos quatro ventos e às quatro mídias que a líder mundial, ZF, se instalaria em Lages, terra de Raimundo, o governo teve que aguentar a suprema humilhação de ver publicado em jornal Valor Econômico, desmentido da direção da empresa, dizendo que nunca houve esse contato e, houve sim uma simples visita da corte lageana à linha de produção da empresa. Ou seja, no piso da fábrica e não lá em cima na direção.

    O própio (porta-voz) jornalista do DC, Roberto Azevedo, depois de divulgar "falas" do deputado lageano Elizeu Matos (PMDB) afirmando que a nota do jornal Valor tinha sido um erro da assessora de imprensa da ZF, teve que corrigir (desmentir) e publicar que tudo não havia passado de uma...mentira. 

Cachorro mordido de cobra tem medo de linguiça

    Em terras lageanas, ali no Planalto, onde o governador é bem conhecido, a cablocada não embarcou muito na notícia da vinda da ZF para a sua cidade. Os comentários de descrédito nos principais pontos de encontros da cidade denunciavam um grande trauma, fruto de promessas Raimundianas.

    Lembram eles, que lá nos idos de 2001, quando Raimundo Colombo era prefeito, numa sexta-feira, dia 2 de março, o prefeito fez uma grande festa com a presença do então governador Esperidião Amin e do vice-presidente Marco Maciel. Anunciava, naquele momento, a instalação de 25 novas indústrias nas terras lageanas, que representariam um investimento de cerca de R$ 140 milhões.

     A cidade dormiu pobre e acordou rica. Pólo industrial do Sul do país. Nunca se viu tanto emprego, tanto dinheiro e tanta felicidade. Naquela noite a caboclada lageano dormiu feliz, sonhando no porvir, no futuro de seus filhos e na mesa farta de carreteiro de charque com paçoca de pinhão.

Pensaram que criavam um beija-flor e estavam criando um morcego!

    Nenhuma das 25 empresas prometidas veio para Lages até hoje! Puro factóide pirotécnico avalizado por autoridades estaduais e nacionais. Desde essa época Raimundo Colombo adquiriu a pecha de mentiroso, pior, de mitômano, com compulsão por mentir.

   Bem, de maneiras que, diante deste trauma lageano, aquele povo está vacinado contra notas e matérias divulgadas pela imprensa tradicional que acompanha o governador pela Europa. Apenas nós, cristãos novos, é que ainda embarcamos na mentira e, diante de tão alvissareiras notícias exclamamos: Esse Raimundo faz coisas!

Abunda o leite na suiça 

    Este título já me causou dissabores. Ele ilustrava matéria de duas páginas no jornal Afinal, de minha propriedade, onde denunciava uma lista de 240 nomes de políticos, militares e autoridade brasileiras que tinham contas bancárias na Suíça. Entre os nomes, o do então governador Jorge Bornhausen, indicado pelos militares de plantão em 1980. Me custou 3 anos de exílio no Uruguai, onde também acabei fazendo merda e denunciando militares uruguaios por corrupção. Isso parece uma compulsão. Denunciar ladrões!

Mas falando em Suiça, leio hoje na coluna do jornalista Roberto Azevedo a seguinte nota:
 Na Suíça

Promessa de notícia quente para a comitiva catarinense, já na Suíça, nesta quarta-feira.

    Logo se vê que o Roberto DC não sofre do trauma lageano. Acredita que o nosso governador trará, da Suiça, grandes investimento para Santa catarina. 
    Mas uma coisa me faz pensar. Não foi o governador Raimundo que prometeu fazer economias de até R$ 1 bilhão em 120 dias, para depois começar os investimentos a favor do povo catarinense?
    Vai vê que o homi foi lá nos bancos suíços ver se o saldo já bateu no tal bilhão! Mas não sejamos tão pessimistas. Vamos esperar e ver o resultado concreto desta viagem de prospecção industrial do nosso governo.

    Ontem, por exemplo, um morador de Lages espalhava uma boa nova pela cidade. Parece que o índio é de Quaraí (RS) e se mudou há poucos anos para a cidade do Raimundo. ão padece do trauma lageano.

    - O governador Colombo vai trazer um banco Suiço para se instalar na Coxilha Rica.
    É até pode ser. A coxilha Rica é um distrito de Lages onde o governador tem vários dos seus empreendimentos como vastas extensões de terras, milhares de cabeças de gado e uma grande produção de leite.

Tudo isso conquistado com anos de dedicação ao serviço público! Parece que o serviço público só não paga bem aos professores!

   
Augusto J. Hoffmann deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Abunda o leite na Suiça": Isso é uma crônica das boas Canga. Pô, falando de Lages então, aquela gente sofrida de tanto rodopiarem, de um lado pro outro.
Sobre epopéias das lages, lembro da ambévia, a usurpadora do caveiras, prometendo casamento prá viúva. Rapaz, uns ambientalistas quase foram linchados na audiência pública quando o bispo da cidade apontou pra indiarada verde e disse que eram eles, bem eles que estavam contra a criação dos 2.576.354 empregos da ceverjera. Putz, a PM protegia os ecos mas piscava prá torcida como quem diz ... já tão indo. E construiram o fabricão, elegeram-se muitos, fortunas paloccianas e, hoje, kkkkk - bem automatizada, as vagas são para carregadores de engradados nas esteiras rolantes! E a vida segue, retratos restaurados e os pés no palácio da Agronômica. Essa turma não é fácil. E você Rubim que é da turma enquadrada na LSN, pelo menos, os meus parabéns. Lembrança de valor, pedigree tipo PO.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Brigitte Bardot

Pescado do baú do Juarez Fonseca

Tijoladas denuncia "esquema mafioso" das autoescolas

Do blog Tijoladas do Mosquito 

AUTO ESCOLA – Lição reprovada

     Na sexta maior economia do país, funciona um esquema mafioso de permissionamento de autoescolas, os atuais Centros de Formação de Condutores – CFC’s.
    Segundo proprietários de CFC’s o esquema é comandado por um deputado estadual do PMDB. O deputado tem base eleitoral no sul do estado. Sua filha comanda uma autoescola na Capital. (possui outras em nome de laranjas)
    O esquema mafioso é composto por antigos proprietários de autoescolas, que desejam reserva de mercado. O sindicato da categoria é conivente com a situação precária que encontra-se o mercado de CFC’s em Santa Catarina.
    A ação do Ministério Público de Santa Catarina, propondo um TAC (Termo de Ajustamento de Contuda) ainda esbarra na posição do Sindicato em impedir que haja licitação para o exercício da permissão de funcionamento de CFC’s.
    É público e notório que deputados da ALESC usam despachantes e autoescolas para formar exército de apoiadores, mediante facilidades para o exercicio da atividade. O cargo de diretor do Detran, sempre está vinculado a deputado com forte interferência na atividade de despachantes de veículos e formação de condutores. (Não é Benedet ?)

Leia denúncia completa. Beba na fonte.