sábado, 29 de outubro de 2011

O “apoio desinteressado” ao Martini

    O Cesar Valente mesmo estando longe, nos EUA, não perde o pulso. Manda dizer que pelo menos ele não é bobo e entendeu bem a tal cartinha de apoio dos "funcionários" da Administração ao enrolado Milton Martini.   

 Ranzinzices 

     Por Cesar Valente


    Imagino que os leitores e as leitoras não tenham nascido ontem. Nós, que crescemos num país cheio de malandragens como o Brasil, estamos carecas de saber que não existe almoço grátis. Nem apoio desinteressado.

   Quando li, nas colunas dos coleguinhas, que a Associação dos Servidores da Secretaria da Administração saiu em defesa do Secretário (o tal que está enrolado com a digitalização do Diário Oficial e recentemente teve bens bloqueados pela Justiça em decisão sobre a qual — claro, lógico — cabem inúmeros recursos), coloquei, como de hábito, os quatro pés pra trás. Sobrevoou minha atordoada mente uma pergunta: por quê? Ou, como dizem os americanos, “why?”

    Ora, certamente o presidente está presidente porque teve apoio superior para tal empreitada. E provavelmente deve ter chegado à SEA (espécie de eldorado do funcionalismo, com salários e gratificações acima dos da planície) pela mão de algum padrinho político.         
    Estará, claro, retribuindo favores, cumprindo sua função. Essa associação, segundo contam alguns linguarudos da própria secretaria, não é conhecida pela sua independência nem pela sua representatividade. Portanto, o apoio público (que tem efeito prático nulo), pode ser qualquer coisa, menos desinteressado ou solidário.

    A vítima, neste caso, até onde pude vislumbrar, não é o secretário. A solidariedade, se sincera e realmente desinteressada, deveria ser ao pobre e espoliado eleitor/contribuinte catarinense, que continua sem ter um diário oficial acessível, embora tenha pago várias vezes por uma reformulação que ainda não ocorreu.

L.A. o deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O “apoio desinteressado” ao Martini": Lamentável um Presidente de uma Associação dos Servidores da Secretaria da Administração fazer isso, pior vai ser se for confirmado tudo isso que está acontecendo?
   Pior que esse senhor fez em nome da Associação e sequer consultou os associados.
   Tem coisa no ar, era bom descobrir por que esse Senhor está fazendo tamanha gentileza que chega a ficar ridículo para os demais servidores da Secretaria da Administração.
   Uma pena realmente... Será que ele é janeleiro na Secretaria da Administração? É oriundo da onde esse senhor?
 

3 comentários:

Anônimo disse...

Lamentável um Presidente de uma Associação dos Servidores da Secretaria da Administração fazer isso, pior vai ser se for confirmado tudo isso que está acontecendo?

Pior que esse senhor fez em nome da Associação e sequer consultou os associados.

Tem coisa no ar, era bom descobrir por que esse Senhor está fazendo tamanha gentileza que chega a ficar ridículo para os demais servidores da Secretaria da Administração.

Uma pena realmente... Será que ele é janeleiro na Secretaria da Administração? É oriundo da onde esse senhor?

Anônimo disse...

Este apoio desinteressado é coisa de estrategista maluco. É como aplauso de ocupantes de cargos comissionados em comício de candidato do mesmo lado político. Sempre urra, urra...

Anônimo disse...

Senhor L.A.

Vou relembrar ou refrescar a memoria para que todos saibam:

O presidente Manoel Martins de Medeiro, vulgo MANECA da Associação
dos Servidores da SEA que assumiu recentemente este “posto” é nada mais
nada menos que afiliado politico do Conselhiero do Tribunal de Contas Julio Garcia. Pois bem vamos por partes:

1- Ele era servidor da EDUCAÇÂO e foi efetivado na SEA onde os salários e as
gratificações são maiores.

2- O Diretor Adjunto da SEA NELSON NAPPI além de afiliado politico tbm do
Conselheiro Julio Garcia tbm é afiliado de batismo.

3- A Secretaria de Gabinete do Martini e do NELSON NAPPI é a Lúcia Garcia
(irmã do Conselheiro Julio Garcia).

4- Esta associação não representa nem 1/3 dos servidores da SEA, mas tem
um status “pomboso” para ser utilizado para servir de laranja como é o exemplo
desta nota de solidariedade publicada de apoio ao MARTINI, uma nota “plantada”.

5- O MANECA ter assinado esta nota de “APOIO” nada mais é do que a cobrança pelo favor de ter sido efetivado na SEA, afinal nada é de graça.
Ou estes caras acham que todos nos os servidores e homen de bem somos idiotas ou eles realmente se acham acima da lei… é uma vergonha ver publicado este tipo de nota em em Jornal tão sério como o DC e nos principais blogs de comentaristas sérios de Santa Catarina.
Claudinei Bortoncelo