quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O cego lê e desvia...

Ale deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O cego lê e desvia...": Canga
Se vc estiver falando que a placa esta em cima do piso podo-tátil, a colocação está correta. Esse tipo de piso (com bolinhas) é o piso de alerta, e serve exatamente para que o cego "veja" que ali tem um obstaculo.
Se for o caso da vaga ser também para deficiente visual, então também está certa a placa, pois as vagas também atendem aos cegos, mesmo els obviamente não dirigindo.
Grande abraço
Ale 
 

Marcia deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O cego lê e desvia...": Quem é o responsável pela calçada é o proprietário, neste caso o Bradesco, que deveria saber que aquela "faixa" não é pura decoração, mas uma forma de ajudar os cegos em seus deslocamentos. Se a prefeitura colocou ali a sua "plaquinha" há duas possibilidades: ou o executivo municipal a reloca ou o Bradesco sinaliza a existência da placa por uma faixa que a contorne. Simples assim!

  
Nei Duclós deixou um novo comentário sobre a sua postagem "O cego lê e desvia...": Canga: nos anos 60, juro que li um cartaz que dizia mais ou menos o seguinte: "Amigo, alfabetize-se no posto do Mobral mais próximo". Não mudou nada.

Canga: Nei, por incrível que pareça, já vi uma placa que dizia o seguinte: "Não pise na grama. Se não souber ler, peça ajuda ao guarda da praça".

3 comentários:

Anônimo disse...

Canga
Se vc estiver falando que a placa esta em cima do piso podo-tátil, a colocação está correta. Esse tipo de piso (com bolinhas) é o piso de alerta, e serve exatamente para que o cego "veja" que ali tem um obstaculo.
Se for o caso da vaga ser também para deficiente visual, então também está certa a placa, pois as vagas também atendem aos cegos, mesmo els obviamente não dirigindo.
Grande abraço
Ale

Marcia disse...

Quem é o responsável pela calçada é o proprietário, neste caso o Bradesco, que deveria saber que aquela "faixa" não é pura decoração, mas uma forma de ajudar os cegos em seus deslocamentos. Se a prefeitura colocou ali a sua "plaquinha" há duas possibilidades: ou o executivo municipal a reloca ou o Bradesco sinaliza a existência da placa por uma faixa que a contorne. Simples assim!

Nei Duclós disse...

Canga: nos anos 60, juro que li um cartaz que dizia mais ou menos o seguinte: "Amigo, alfabetize-se no posto do Mobral mais próximo". Não mudou nada.