quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Rebeldes matam "irmão" de Lula!


     Trípoli - O ditador líbio Muammar Kadafi morreu nesta quinta-feira em Sirte e seu corpo está sendo transferido neste momento para um hospital de Misrata, afirmaram a Agência Efe fontes rebeldes líbias.

    Segundo uma fonte do escritório de informação do Conselho Local de Misrata, Kadafi morreu nas mãos dos rebeldes durante a tomada de Sirte, sua cidade natal, que foi ocupada nesta quinta-feira pelos rebeldes após um ataque de dois meses.

    A fonte explicou que Kadafi estava em uma espécie de cativeiro, no subsolo de uma residência na região 2 de Sirte, cercada há vários dias pelos rebeldes.

    Aparentemente, no momento da chegada das tropas rebeldes ao local, houve tiroteio entre os opositores e a guarda pessoal do ditador, que saiu ferido e morreu minutos depois a caminho do hospital.

    As ruas de Trípoli foram tomadas pela população que comemoram a notícia 


Um comentário:

Anônimo disse...

Canga, ontem a noite, estava assistindo a tv e mudei para a CNN, e fiquei chocado com as imagens do Kadafi ainda vivo e todo ensanguentado no rosto. Parecia que era levado de um lado para ou outro por seus captores. Em seguida aparecida uma imagem dele aparentemente morto.
Eue ele como ditador que mandava matar oponetes deveria sim ser Julgado. Os crimes que lhe são impotados são inominaveis. Mas aquilo que ele foi subnetido, é indigno mesmo para o pior dos seres humanos. Sua morte foi conveniente para as potencias ocidentais, ávidas por lucros e recursos como petróleo. Não há justificativas para os crimes do Kadafi, quem pensa que a Líbia se tornará uma democracia nos moldes ocidentais pode estar enganado. Basta um olhar atento aos povos árabes. Como povo não são unidos, suas diversas etnias tem rivalidades entre si. Na Líbia pós Kadafi o governo pode ser algo como a "teocracia" iraniana.
Luciano