sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Celesc promove Natal Premiado

É dura a vida de diretor da maior empresa pública de Santa Catarina. São pagos com o  meu, o seu, o nosso dinheirinho. A grande maioria chega ao cargo pela transversa via da indicação política, quase sempre sem nenhuma competência para o cargo. 

    Presentinho
    Em reunião do Conselho de Administração da Celesc, acontecida ontem (10), foi decidido por unanimidade um "adiantamento" de 1,5 salários por conta da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). 
    Essa tal de PLR é um deboche que virou rotina nas empresas de economia mista. Vide o escândalo da participação de lucros na Casan na gestão do ínclito Valmor De Luca. a empresa, memo dando prejuízo, distribuia lucros milionários entre seus diretores.
    A casta celesquiana terá um natalzinho bem gordinho. Mesmo sem saber ainda qual será o "lucro" da empresa, pois ainda não saiu o balanço anual, os 9 diretores das empresas Celesc receberão nada menos que R$ 45 mil de "vale".
    Tudo isso, juntado ao décimo terceiro salário, mais o salário do mês, terão um "presentinho" de nada menos que R$ 105 mil nas suas continhas no fim  do mês.


     Dúvidas
    Algumas dúvidas assaltam os barnabés menos favorecidos da empresa. Na manhã de hoje, nos corredores da Celesc, o assunto do dia era o tal presentinho.
    Os funcionários só se perguntavam o seguinte:

- Será que o presidente Gavazzoni receberá pelas três diretorias que preside? 

    E a maior dúvida, recheada de expectativa, era se a "peãozada" seria incluída na Operação Papai Noel/2011.
    Pelo andar da carruagem, acredito que o pessoal do andar de baixo terá que se socorrer junto à Celos, com empréstimos consignados em 60 meses, para conseguir fechar as contas do ano.
    Na reunião, presente o alto clero celesquiano. O "inválido" presidente, Pedro Bittencourt, o young forever Dely Massaud, Andriei Beber (filho do presidente da Casan), Jair Maurino (representante da peãozada) e mais alguns outros.  
    Como diz o slogan Colombiano "As pessoas em primeiro lugar', cada vez fica mais claro quem são essa pessoas. 
    Sempre os mesmos!

 

Um comentário:

Anônimo disse...

Baseado nas ultimas informaçoes a respeito da CELESC, cheguei a conclusao que é muito melhor ser Diretor desta Estatal que Deputado. Se bem que, o Diretor da empresa, eleito pelos funcionários, fez as mesmas coisas que os parlamentares. Nomeou um cunhado que é eletricista como Chefe da Divisao Comercial de Criciuma, e ainda tentou colocar o outro irmao, também empregado da CELESC, como Assessor das Agencias Regionais. Ainda bem que nao contou com o apoio do Presidente Gavazzoni.