sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Delinquente que vendeu lixo hospital ao Brasil tem nome em sigilo

Início do conteúdoO cabra é cearense e está protegido pela justiça. Já existe a desconfiança de que seja parente de algum político poderoso do Brasil, por isso está protegido pela nossa ínclita justa.

      ÂNGELA LACERDA / RECIFE - O Estado de S.Paulo

     O dono da empresa Texport Inc., responsável pela exportação de lixo hospitalar dos Estados Unidos, é cearense - assim como o importador Altair Teixeira de Moura, dono do Na Intimidade, empresa com sede em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste pernambucano. A revelação foi feita ontem, em entrevista coletiva na sede da Polícia Federal, no Recife.

    O exportador, que constituiu sua empresa em 2000 e residiu por algum tempo nos Estados Unidos, tinha apenas dois clientes: a Na Intimidade e uma empresa de seu irmão, em Fortaleza. Sem ter sua identidade divulgada, ele está impedido de deixar o Ceará e teve seu passaporte apreendido pela Polícia Federal.
    A PF também realizou buscas na residência do exportador e na empresa e na residência do seu irmão, cujo nome também é mantido em sigilo.
    A operação foi realizada anteontem por 30 policiais da PF de Pernambuco e do Ceará. Nela, foram apreendidos documentos, cerca de R$ 320 mil em espécie e lençóis com logomarcas de hospitais norte-americanos - alguns com manchas -, semelhantes aos encontrados nos contêineres retidos pela Receita Federal no Porto de Suape e nas três unidades da Na Intimidade, nos municípios pernambucanos de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru. Saiba mais. Beba na fonte.

Nenhum comentário: