quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Natal a bordo

Do amigo Les Paul:

24 de Dezembro. Sinto saudade das comemorações, da ceia e da expectativa dos presentes, da casa da vó Dalcy, da Mãe, da Izaltina, dos cheiros, do debulho e do perú. É Natal a bordo. O serviço está pasando. Espalhados no 767 não podemos nos abraçar e apenas sorrir, um sinal da cruz tímido lembrou Jesus, acabara de rezar o Terço com minha filha, baixinho e abafado pelo barulho das turbinas. É NATAL !!! Saimos de Florianopolis sob fortes ventos e um temporal assustador. O avião da Pluna é peqno. Meia-hora depois tudo se acalmara e os campos e pradarias uruguaios se estendiam sob os retalhos de nuvens q filtravam o sol. Pousamos com a luz do sol austral pronunciando novos matizes e um vento gelado. O aeroporto de Montevideo (Carrasco) é novo e muito bonito. Todos simpáticos e gentis. Ótimo rango acompanhado por uma Patricia frapê. Esperamos o voo da AA e agora, passadas 5 hrs e meia escrevo enquanto sobrevoamos Bogota às 4 hrs e 20 min da madrugada andina, 11 mil metros e 45 graus negativos. Medelin está a Oeste e a temperatura caiu para 48 graus negativos. Em 3 hrs atravessaremos o Caribe e chegaremos a Miami. São 4hs45min no Brasil. A bateria está acabando e vou tentar dormir um pouco. É NATAL sobre a América do Sul. É NATAL nas Caraíbas.  É NATAL em Miami. É NATAL em mim.

Nenhum comentário: