quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Premiação da ineficiência

    Santa Catarina sempre surpreendendo. Enquanto no mundo todo se premia a produtividade, aqui é o contrário: premia-se a improdutividade.
    Isso é o que está patente em todos os meios de comunicação com as generosas bonificações natalinas para o funcionalismo. Servidores da Assembléia, TCE, Justiça e Ministério Público devem receber bonificações de até R$ 4 mil, neste final de ano.
    A justificativa é de que este dinheiro, distribuido socialistamente entre os funcionários, é "sobra de orçamento". Ou seja, não tiveram a capacidade de aplicar nem o orçamento planejado para o ano.
   A administração publica inova e mostra novas formas de eficiências. Quanto menos trabalhar durante o ano, mais receberá no final do ano.

   Interessante, né? Nunca tinha pensado nisso! 

   Caros leitores, sei que muitos de vocês são funcionários públicos e estarão recebendo as suas bonificações. Gostaria mesmo é que todos recebecem estas bonificações. Mas por que só uma casta recebe. Justamente os que são pagos com o dinheiro do contribuinte que na grande maioria tem como única bonificação de final de ano o 130 salário?

    Com isso se criam castas diferenciadas, e os do andar de baixo, que com uma carga enorme de impostos paga os salários dos privilegiados do andar de cima, chegam no final do ano correndo atrás de empréstimos para pagar suas dívidas.

    Depois das famosas sobras de campanha, agora criaram a sobra de caixa!
   
    Se algum cidadão quiser entrar com uma ação pública contra a imoralidade, entrará aonde? Em Marte? Aqui está tudo dominado!

 F.D.deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Premiação da ineficiência": Denuncias para o Conselho Nacional de Justiça e para o Conselho Nacional do Ministério Público.
Quanto ao Faz de Contas e Assembléia Ação Popular.
Alguém lembra que a Administração Pública só pode agir quando a lei autoriza. Qual é a lei que prevê este décimo quarto salário? 
L.A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Premiação da ineficiência": Que coisa absurda essa de abono de natal e 14 salário para alguns Poderes com a sobra do orçamento não utilizado.
Até onde eu estudei finanças públicas o recurso não utilizado dentro do orçamento anual do ente deve retornar aos cofres públicos, pois o Estado não é nenhuma empresa privada que visa o lucro para distribuir participação no orçamento não gasto durante o ano.
Sem essa de fazer festa com dinheiro do povo, para alguns servidores já muito bem remunerados na ALESC, TJ, TCE, MP e MP de Contas. Quando o assunto é dinheiro até os servidores e membros daqueles Poderes esquecem a ética e as leis para se beneficiarem.
Os deputados estão aprovando leis que, além de inconstitucionais e imorais, são verdadeiros assaltos aos bolsos dos sofridos cidadãos catarinenses para presentear os luxos de natal daqueles muito bem remunerados servidores.
E o povo catarinense pagando essa conta todo ano...ABSURDO.
 



Barnabé deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Premiação da ineficiência": Não terá sobra no Poder Executivo, infelizmente, bem que poderia né? Para agraciar o pessoal da Saúde, Educação e Segurança Pública.
Mas no Executivo é assim, só servidor da Fazenda tem valor, só servidor da Fazenda deve ser bem remunerado e chegar ao Teto do Governador (R$ 15 mil).
    Sempre com sacanagens para usar a sobra e dizer que não tem orçamento e financeiro, já que são os "técnicos da Fazenda" que fazem o levantamento nas negociações das diversas categorias do Estado.
   Governador, estás continuando a manter os absurdos porque tu queres, não venha dar desculpas esfarapadas.


F.M. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Premiação da ineficiência": Meu Deus, eu trabalho na SES (Secretaria de Estado da Saúde), será que não tem uma sobra do orçamento da Saúde para nós funcionários da Saúde, como o andar de cima do funcionalismo (TCE, Assembléia e demais órgãos)? Se tiver alguém interessado desta turma das altas categorias, eu troco o meu vale-alimentação do ano todinho por uma bonificação natalina destes portes que estão anunciando nos jornais para a elite do funcionalismo. 

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Premiação da ineficiência": Quando legislativo e judiciario, e seus órgãos afins (TCE por exemplo..aliás péssimo exemplo) se unem para se entregar às orgias natalinas e outras menos votadas, financiadas com nosso dinheiro, deixando de lado qualquer resquício de moralidade e respeito ao cidadão comum. Quando "respeitáveis" desembargadores se unem nas sombras da noite para "livrar a cara" de ex-governadores lotados de processos, em claro deboche à sociedade espoliada e esgotada por tanta exploração. Quando sessões da mais alta corte do país são suspensas porque o réu "corre o risco de ser cassado"...lembram?
Só nos restam duas coisas: Rezar - e muito!
E depois...Bakunin neles!! (e não me refiro ao seu totó meu caro Canga) Tenho 61 anos de idade e já vi muita coisa na vida. Mas diante de tudo isso que está aí, temo pela nossa velhice. Os chacais estão se locupletando e pouco restará para nossas bengalas.

2 comentários:

Anônimo disse...

Meu Deus, eu trabalho na SES (Secretaria de Estado da Saúde), será que não tem uma sobra do orçamento da Saúde para nós funcionários da Saúde, como o andar de cima do funcionalismo (TCE, Assembléia e demais órgãos)? Se tiver alguém interessado desta turma das altas categorias, eu troco o meu vale-alimentação do ano todinho por uma bonificação natalina destes portes que estão anunciando nos jornais para a elite do funcionalismo.

Anônimo disse...

Enquantos os policiais e a segurança pública sofrem com essas negociações miseráveis do governo COLOMBO.