quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O desabafo do Meira

    Conhecido nacionalmente pela qualidade do seu trabalho e por sua parceria com grandes músicos brasileiros o florianopolitano Luiz Meira foi mais um "nativo" que botou a boca no trombone para denunciar a grande merda que a administração pública está fazendo com Florianópolis.
    O desabafo de Luiz Meira, a exemplo de Guga Kurten, foi público (Facebook) e não levou ninguém para compadre.
 
"Permita-me postar novamente no dia de hoje,este comentário feito ontem, pois gostaria de ampliar a discussão sobre o caos que se instalou nessa cidade:
Outro dia fui ao Campeche e fiquei angustiado com o que estão fazendo com aquele lugar.Em ruas que há 30 anos passava - sem exagero - carro de bois, construtoras fazendo condominios em terreninhos de 800 metros quadrados, sendo que as ruas continu
am as mesmas.Um caos urbano.Um crime.
Hoje vivi um dia de terror: não ia aos Ingleses faz dois anos e ao Rio Vermelho há uns cinco.Desta vez não fiquei angustiado, mas sim chocado, perplexo, revoltado com o que vi e com o que o poder público está fazendo com esta cidade.
Aquilo lá tá uma favela.É uma completa falta de planejamento urbano.Um estica um puxado daqui, o outro faz um prédio ali,o outro faz umas kitinetes, ou outro vende frango assado, outro põe um bar feito de madeira velha, cheio de craqueiro jogando sinuca, outra faz uma loja de souvenir, uma - se me permitem a expressão - imundicie.E assim está Canasvieiras, Armação, Barra da Lagoa, Lagoa, Campeche e por ai adiante.Turismo que não agrega nada!!!!!!!!!!
Tirando a queridinha Jurerê Internacional, com seus playboys de Ferrari, Praia Brava, o Costão do Marcondes de Matos e um "pouquinho daqui, um pouquinho dali" esta cidade está um lixo. O turismo é um lixo.O comprometimento com a qualidade da cidade por parte do poder público é um lixo.
Florianópolis está sendo volentada, judiada,usurpada, estuprada violentamente em função da ganãncia e da irresponsabilidade de uma meia duzia.
E da violência? E a bandidagem de sandalia de dedo e sem camisa numa moto CG 125 caindo aos pedaços, pra lá e pra cá?"

Nenhum comentário: