quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Para a educação não tem...


Recebi de um leitor:
    Parece mentira, mas...  
    Acabo de ouvir na RBS que a Secretaria de Educação do Estado divulgou nota dizendo que neste ano não poderá fornecer uniformes para os alunos da rede pública estadual, porque teve que dar aumento para os professores.
     É o fim da picada. Isso é caso de polícia. 
     Juro que esperava chegar ao fim da vida sem ouvir esse rtipo de disparate. Imagino que deva ser uma informação inverídica, que alguém, inadvertidamente, fez circular na imprensa e que o desmentido deve aparecer a qualquer momento, com um pedido de desculpas.
     Era o que faltava: responsabilizar os professores pela incompetência e falta de gestão existente na Secretaria de Educação.
     Só falta agora dizerem que os veículos da Polícia Militar, ou da Polícia Civil, não poderão mais atender a população porque foi dado aumento salarial aos policiais.
    Ele avisou pessoal!

Nota publicada no Cacau...em maio de 2011

Veste um santo...
O governador Raimundo Colombo anunciou ontem, em Portugal, uma medida salvadora para conseguir pagar parte do piso salarial que está sendo reivindicado pelos professores em greve. Vai deixar de fornecer o uniforme escolar para os alunos da rede estadual, que este ano custaria R$ 50 milhões. Com a economia, paga os professores. Vale o velho ditado: cobre um santo e descobre outro. Tomara que não sejam fechadas as escolas para economizar ainda mais recusos.

Marcio Pandolfi deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Para a educação não tem...": Façamos o mesmo nessas eleições...é só anularmos nossos votos q daí nenhum político mais se elegerá! 

Carlos deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Para a educação não tem...":
Pô, Canga, taí uma boa idéia! Já que o blog tá de boa com o governador, podias passar pra ele essa idéia do fechamento das escolas. Seria uma economia e tanto, capaz até de sobrar algum pra aumentar uns R$ 0,10 o vale-fome dos mestres! 


Por que não cortar 50, da verba de mais de 300 milhões da publicidade? Realmente os valores estão invertidos.

 L.A.deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Para a educação não tem...":
Canga,
Iniciamos mais um ano como os velhos problemas no cenário nacional e estadual. Para educação, saúde e segurança , carência de recursos. Nas manchetes que entoam o mantra de uma nação que deseja ser uma potência - a surrada idéia que nossos burocratas desejam valorizar os professores, os profissionais da sáude e da segurança. Como professor, durante décadas vivi e senti , o descaso dos burocratas que usam e abusam da retórica da "enganação", nossa classe sofre da "Sindrome de Burnout", desestimulados, desvalorizados, deprimidos , todos os setores nevrálgicos para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, piora sua condição de existênica, sofremos de uma "normalidade sofrente", e, não existindo mais alternativa, a profissão de professor, que foi respeitável, agora é desrespeitosa, e isto , passou a ser extensivo aos profissionais da saúde e segurança. Não bastasse o ataque sistemático as nossas condições de existência, agora o alvo são os estudantes das escolas públicas - os estudantes. Enquanto isso, os saqueadores do erário público se aglutinam nas Secretarias de Estado - em cargos de comissão, no Poder Legislativo e no Poder Judiciário. A pergunta que fica - até quando a população ficará calada diante de tanto descalabro com a gestão de recursos públicos? Não seria este o princípio de uma geração de deserdados do tal crescimento econômico que atinge uma parcela minoritária de nossa população. Não sou fatalista, mas os sucessivos governos - a direita ou a esquerda, enterram a "esperança" de um futuro melhor. Talvez aquele velho jargão de uma manifesto famoso deva ser alterado para "Indignados do Mundo , uni-vos"

3 comentários:

ORRAIO disse...

Sabe o que é um BOVINO?

Anônimo disse...

Porra Ganca! Isso é mesmo o fim da picada.
Quanto foi desviado pelas portas dos FUNDOS para a tal da "cow parede$$$" (aquelas vaquinhas coloridas que os idiotas gostam de fotografar na beira-mar), para o "Floripa tem$$$", para a tal "Regata da Volvo$$$", o "Natal$$$ Encantado$$$" etc...
Agora alegar que não tem uniforme para as criançinhas porque deu aumento (mais do que merecido) aos professores, em pleno Século XXI, é realmente o cúmulo do absurdo.
Acho que nem o falecido Pyongyang da Coréia do Norte deixava suas criancinhas sem uniforme escolar.

Marcus Squintlefer

Anônimo disse...

Eita, calma que ja ja vai pintar noticias tipo dinheiro para cobrir buraco de empresa do governo, coisa de final de ano. Pra professor nao tem, mas pra cobrir rombo de outro orgao/empresa tem, e na cara de pau, sem a menor justificativa. Ou sera que justificatam o desembolso!