quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

BBC entrevista de Colombo - parte II

    O Cangablog recebeu mais um trecho da entrevista exclusiva de Raimundo Colombo para a BBC de Londres que irá ao ar no próximo domingo pela Rádio Princesa da Serra, às 08.30h.

- What about higher salaries for the professors in your state? (O repórter Douglas Fairbanks perguntou sobre o aumento dos salários dos professores)
- Colombo disse: No money, no money. Impossible for me.
Douglas Fairbanks insistiu:
- Santa Catarina is a very rich state, is it not? (Santa Catarina é um estado muito rico, não?)
Colombo disse:
- Was rich. Now China is rich. We do not need professors, only tablets. (Era rico. Agora é a China. Não necessitamos professores, apenas tablets.)
E exemplificou: 
- Se já produzimos beef de soja sem gado, podemos produzir alunos sem professores. Sempre haverá uma diferença, mas tudo se adapta. Adaptation is modernity.
Douglas Fairbanks perguntou: 
- Já existe churrasco de soja?
Colombo disse:  
- I do not know. I have to call Bira.

Um comentário:

Anônimo disse...

É nojenta a forma como o governador Raimundo Colombo trata o magistério. Somente neste início de ano letivo, pelo menos a metade dos professores da rede estadual recebeu o (já minguado) salário com o valor menor que o habitual por falha (eufemismo pra incompetência) da Secretaria de Educação. No ano passado, depois de uma das mais longas greves da história do Estado, o magistério sofreu outro duro golpe - uma desfiguração de seu plano de cargos e salários. Este ano, ao invés de aplicar o aumento salarial de 22% exigido pelo governo federal, Raimundo Colombo afirma que os cofres estão secos e propõe um aumento de 8% pago em duas vezes. E tem mais: a incorporação da regência de classe ao salário (pra poder sair por aí propagandeando que paga o piso nacional dos professores) - mais uma puxada de tapete no magistério. Esse governador não presta!! "Tudo o que faz nosso político redentor é meter mais fundo no cu do professor!"