segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A ESCALA DE BRISTOL E A CAIXINHA DE COSTURA

Por Márcio Dison

    Escatologia à parte , o fato venéreo é que durante uma década visitamos Blumenau para , plena Oktoberfest , desopilar , esquecer do trabalho, namorar, enfim , curtir a vida. Por lá deixamos e reencontramos amores em noites regadas a chope e dança e levamos muitos foras na busca incessante por prazer.
    Nestas ocasiões, sempre alugávamos uma casa ou apartamento, para onde mudávamos em bando, sempre superior a uma dúzia de amigos e amigas. Íamos para a Oktober com a mesma freqüência com que passávamos o carnaval em Laguna. Algumas vezes, nossos parentes deixavam suas casas para receber o grupo de bardos, como Tia Leopoldina , de Laguna.
    Para que se entenda o acontecido, lembramos que o tubo digestivo consiste em estômago, intestinos grosso e delgado, cólon, reto e canal anal. Pessoas afortunadas só têm sensações digestivas quando precisam eliminar fezes ou gases. Conheço uma mulher que já teve o desprazer de ficar um mês sem defecar. Não há, contudo, descontrole maior em relação às necessidades do que quando o sujeito está embriagado.
    Sucedeu que num dos últimos dias de folia , amigo nosso chegou a casa em estado apocalíptico e, sem que alguém percebesse, encontrou uma caixinha de costuras e ali depositou um cocô do tipo 1 da Escala de Bristol da Forma das Fezes. Sim senhor, excremento tem escala por aparência observada em vaso sanitário. Tipo 1 é daqueles consistentes, retidos por mais de 48 horas, de difícil expulsão.
    No dia seguinte, a rapaziada mal sentiu o olor posto que não parava em casa por preferir o Castelinho e porque a caixinha estava alojada em área pouco frequentada. A amiga ( que Deus a Tenha) , filha da dona da caixinha , escapara da morte anos antes, no acidente de trânsito que levou o músico e compositor mais ilustre de Santa Catarina - Luiz Henrique Rosa, a bossa nova em pessoa.
    Do velho TL, restaram ela e Adolfo Luiz Dias, um dos líderes da Novembrada, arrastado anos mais tarde por um câncer de cérebro.
    Os dias de folia acabaram , todos entraram nos carros e voltaram para seus afazeres na Ilha de Santa Catarina. Os bárbaros se encontravam nos finais de semana, em agitos do Agapito, Kibelândia , Kioski ou Lugar Comum.
    Nestes momentos, recordávamos às gargalhadas de todas as mancadas que os entorpecidos cometem.
    Numa bela noite, sob a lua cheia do início da primavera , a falecida contou que sua mãe ligara relatando um nauseabundo cheiro na casa, que não conseguia descobrir de onde se originava. Pensou tratar-se de uma cuíca morta porque morava perto do rio e era visitada pelos animais. A Chironectes minimus é um marsupial de aproximadamente 30 cm , cauda comprida. Vive em áreas alagadas e cursos d’água.
    Chegou a contratar um encanador para abrir as caixas do banheiro e da cozinha. Procura daqui, bisbilhota dali e ela própria descobre na caixinha de costura, com o auxílio do pastor alemão do vizinho, o inebriante patê da Oktoberfest.
    O cachorro quis comer a massa espiral. Cães praticam a coprofagia por instinto – exemplares selvagens, ao se alimentarem da caça, começam pela ingestão dos órgãos abdominais. Cachorros domésticos também ingerem cocô porque têm alimentação pobre, pouco espaço na casa ou não recebem a devida atenção dos donos.
    A velha senhora joga tudo na lixeira, tem que deixar a casa aberta por horas a fio em uma seqüência de dias e instalar meia dúzia daqueles cheirinhos elétricos. O budum já estava impregnado nos cômodos da residência.
    Depois do relato, descobriu-se rapidamente o autor da façanha e encontrou-se um apelido ( cagazar ) que hoje, cinco décadas passadas, é lembrado entre os amigos daquela época que resistiram às intempéries da vida.
    A verdade é que, em estado etílico, o ser humano lembra um sonâmbulo, incapaz de discernir entre o bacio de uma privada e uma caixinha de costura.
    Quem nunca cometeu um deslize do gênero ou algo menos repugnante mas deplorável, que atire a primeira pedra.
    Para encerrar, a julgar pela Escala de Bristol, bosta também tem o seu valor. Científico, com certeza . O primeiro item avaliado pelos médicos para atestar a saúde humana na Idade Média eram as fezes. Hoje, tem diarréia logo o médico atesta: virose.

 
    Que mercadoria complicada o excremento!

Nenhum comentário: