quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

LHS na contramão da história

    Esse Luiz Henrique da Silveira parece estar sempre na contramão da história. Foi assim no período da ditadura militar. Quando grande parte da população brasileira lutava contra o autoritarismo, o jovem LHS trabalhava no DOPS, órgão de repressão do governo.
    Agora, quando até o herdeiro da ditadura cubana, Raúl Castro, defende o limite de 10 anos para a permanência em cargos públicos e estatais na ilha da família Castro, Luiz Henrique aparece com um plano de ficar mais de 10 anos no poder estadual.
    Acho que faltou combinar com o adversário!

Nenhum comentário: