domingo, 18 de março de 2012

"Dormir es morir"

Publicado originalmente no domingo, 24 de julho de 2011
Luisa com o inseparável amigo Bakunin. Conversas intermináveis.
Acordei da "sonoterapia" com uma vozinha aguda e palavras em nenezês. Era minha neta Luisa conversando com o Bakunin.
     É bom dormir mais que três horas...de vez em quando. Quando comento que durmo pouco, dizem que isso é coisa de velhos, que cada vez dormem menos. Na verdade, sempre dormi pouco.
    Um grande amigo uruguayo (Negro Sanchiao), que já dorme há tempos, uma vez me disse:

    - Canga, dormir és morir!
     Realmente se passa muito tempo dormindo na vida. Sei que é necessário para a saúde mas se perde muita coisa. É aquela coisa: quer ser feliz ou ter razão?
     Ontem tirei um sábado praticamente sem blogar, sem entrar na internet e quase perdi a morte a Amy. Morreu como viveu. Rápido e colorido! Acho que fez tudo que quis, como quis e quando quis. Como muitos genios da música morreu aos 27 anos.
     Agenor de Miranda Araújo Neto, genio das letras e da música também morreu cedo, não aos 27, mas cedo. Genios passam rápido...me parece.
    Morrer aos 58 anos e acordar com um dia desses, com sol, som das ondas do mar e com uma voz falando nenezês é acordar no paraíso.

    Um BOM domingo para todos!!!!!!

Nenhum comentário: