segunda-feira, 19 de março de 2012

Hercílio Luz: a indústria da restauração

A "fonte" Hercilio Luz
    Interditada em 1982 pelo governador Jorge Bornhausen, a ponte Hercílio Luz continua correndo risco de cair e tem gerado discussões acaloradas sobre a sua sobrevivência.
   
    O processo de recuperação da ponte foi desencadeado em 11 de dezembro de 2001, quando o então governador Esperidião Amin assinou, com o ex-ministro dos Transportes Eliseu Padilha a ordem de serviço para a realização do projeto. O custo da restauração total era estimado entre R$ 35 e R$ 45 milhões.

     Até a chegada de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) ao poder em 2003, a ponte só comia dinheiro para a sua manutenção. Daí o "gênio" LHS inaugurou a "Indústria da Restauração". Em seus 8 anos de (des)governo Luiz Henrique encheu as burras com projetos suspeitos e duvidosos para restaurar a o nosso grande "cartão postal".

    No dia 24 de março de 2005, na "Casa do Jor­na­lista", Luiz Henrique apre­sentou um re­sumo do maravilhoso Pro­jeto de Re­a­bi­li­tação da Ponte Her­cílio Luz. Ali mesmo foi es­ta­be­le­cido um prazo para o lan­ça­mento do edital para a exe­cução das obras de re­a­bi­li­tação da Ponte.
    No dia 15 de de­zembro de 2005 o DEINFRA ini­ciava a aber­tura do Edital de Con­cor­rência In­ter­na­ci­onal n.º 24, no qual o con­sórcio for­mado pelas em­presas ROCA e TEC foi o ven­cedor do cer­tame.
    Em 17 de fe­ve­reiro de 2006 o consórcio iniciou a exe­cução do con­trato PJ-015/2006, no valor de R$20.983.905,55 que executar a obra com for­ne­ci­mento de ma­te­riais e in­sumos, de todos os ser­viços ne­ces­sá­rios para a res­tau­ração, re­a­bi­li­tação e ma­nu­tenção da Ponte Her­cílio Luz.  O contrato terminaria no dia 05 de agosto de 2008 com a primeira fase da obra terminada.

    Isso era apenas o começo do festival de dinheiro, aditamentos e números que Luiz Henrique executaria durante os seus últimos anos de governo. Logo pós o consórcio ROCA e TEC iniciar as obras outros R$9.810.170,61 foram in­ves­tidos na con­tra­tação das em­presas con­sor­ci­adas PROSUL e CON­CREMAT.

    Aparece aí, o nome da empresa PROSUL, que segundo se comenta tem políticos como "acionistas". A empresa, junto com a Concremat, ficaria encarregada do ge­ren­ci­a­mento, co­or­de­nação, su­per­visão, con­trole de qua­li­dade e apoio à fis­ca­li­zação das obras de re­a­bi­li­tação da Ponte. Se a primeira etapa foi concluida totalmente e dentro das normas estabelecidas no contrato não se sabe. A Prosul deve ter esse relatório.


    Etapa II
    Em 2007 o Deinfra publica novo edital de Con­cor­rência Pú­blica In­ter­na­ci­onal (nú­mero 044/07) para a fase final de con­clusão das obras de re­a­bi­li­tação da Ponte Her­cílio Luz. O orçamento básico para a licitação foi estimado em R$169.425.943,71.

     No contrato da nova etapa, prevista para ser finalizada em 2012,seriam realizadas as seguintes atividades.
- Reforços das bases das torres principais;
- Reforços dos blocos de ancoragem;
- Reforços das fundações das torres dos viadutos;
- Troca das barras de olhal;
- Recuperação dos elementos estruturais do vão central e torres principais;
- Reformulação da pista de rolamento;
- Recuperação da passarela de pedestres existentes (Lado Norte) e contrução de outra - passarela para pedestre (lado Sul)

    Tudo isso esta no site do Deinfra onde também tem esta pérola que custou alguns milhões aos cofres públicos em projetos e estudos:

"Em vir­tude dos es­tudos de vi­a­bi­li­dade re­a­li­zados para a ins­ta­lação do metrô de su­per­fície em Flo­ri­a­nó­polis,cons­tatou-se que a Ponte Her­cílio Luz es­tará ha­bi­li­tada para re­ceber este mo­derno tipo de trans­porte."

    Bem, como está a Hercílio Luz a gente sabe. Decidiram agora desmontar a parte central da ponte e em uma operação desastrada acabaram afundando um dos pilares de concreto para sustenção da velha senhora!
    Na última agora o governo federal autorizou, via Lei Rouanet, que o Estado capte mais R$ 64 milhões para recuperar a ponte. Alguém tem dúvidas de onde vai sair
a dinheirama? Acho que da Celesc, Casan etc...

Kézia Lenderly deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Hercílio Luz: a indústria da restauração": Solução:
1.derrubar esta estrutura e refazê-la em holografia.
2. Contratar uma equipe de engenheiros japoneses, te garanto que esta ponte fica pronta em uma semana por 1/6 do que foi gasto em 30 anos. 




Nenhum comentário: