terça-feira, 20 de março de 2012

Leitor é assaltado duas vezes

     Boa noite Sérgio Rubim,

     Gostaria de relatar o que aconteceu comigo na madrugada do dia 11 de março, num bar próximo a UFSC. Estava em companhia de um amigo tomando uma cerveja no final da noite, quando fomos surpreendidos por quatro indivíduos de moto com capacetes e armados, que entraram no bar e anunciaram o assalto. Como de “costume” todos deitaram ao chão e aguardaram que os mesmos fizessem a limpa, por sorte a intenção dos assaltantes era apenas o caixa do bar e objetos dos clientes que estavam sobre as mesas, entre estes minha carteira.


    Apesar do susto, não fiquei tão bravo, pois na carteira não havia dinheiro, apenas os documentos, que apesar do trabalho de refazê-los não seriam um grande prejuízo, certo? Errado.

    Tudo começou ao tentar realizar o boletim de ocorrência, para isto me dirigi a delegacia mais próxima da região a 5a DP na Trindade, onde me deparei com uma situação inesperada, a delegacia estava na penumbra e com as portas trancadas, tentei bater algumas vezes na porta, porém nada adiantou. Me dirigi a primeira 1a DP para tentar realizar o boletim de ocorrência, mais uma vez foi em vão, o agente de plantão me informou que não poderia realizar o boletim de ocorrência, pois onde o assalto ocorreu não era de responsabilidade da 1a DP. Pedi então uma solução, já que a 5a DP estava fechada, o agente ligou para a 5a DP falou algo e desligou e pediu para me dirigir novamente a delegacia que iriam me atender. Foi o que fiz, cheguei a 5a DP novamente e a porta trancada, porém bati algumas vezes e logo fui atendido e finalmente consegui registrar o B.O.

    Na segunda-feira pela manhã me programei para refazer meus documentos e foi nesse momento que me senti assaltado novamente. Ao chegar no DETRAN para solicitar as 2as vias da carteira de motorista e documento do carro, foi cobrado um total de 140 reais, além dos 15 reais do cartório para autenticação dos documentos e reconhecimento de firma. Na sequência fui ao IGP para fazer a carteira de identidade, lá se foram mais 23 reais e fica pronta em 15 dias, se eu quisesse em 5 dias pagaria mais 6 reais, um absurdo, pois o atendimento no IGP é péssimo, lento, total relaxamento.

    Agora fica a pergunta, quem realmente me assaltou? Os tais bandidos que me levaram ZERO Reais? ou o governo que não me deu segurança, custou a me atender quando precisei registrar o B.O e ainda cobrou o montante de 178 reais para imprimir apenas três pedaços de papel?



Fernando

Nenhum comentário: