quinta-feira, 8 de março de 2012

Relaxamento e descaso na Beira Mar continental

Olá Canga
    Estou encaminhando em anexo algumas fotos que tirei hoje cedo na minha caminhada pela Av. Beira Mar do Estreito, ainda não inaugurada.  Veja o que é a falta de capricho, evidentemente por falta de fiscalização. Talvez você não acredite, mas a grama plantada em placas  (na realidade jogadas no chão) não tem 20 dias. Por não terem sido colocadas bem justapostas, as frestas que ficaram entre elas permite que o mato do terreno natural que ficou por baixo acabe passando.
    São lajotas das calçadas soltando, canaletas de borda de pista e meio fios quebrados, postes fora de prumo, sinalização mal instalada encoberta pelas palmeiras e muito mais.
    Mas o que chama a atenção mesmo é a grama. A grama da foto denomnada "Grama10" foi colocada ontem dia 07/março. Veja a qualidade da colocação. É o nosso dinheiro sendo mal utilizado.
    Grande abraço
    Roberto

Roberto deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Relaxamento e descaso na Beira Mar continental": Canga. Parece que a tua coluna é bem lida. Bastou a publicação desta matéria e as coisas começaram a mudar, pelo menos com a colocação da grama. Perto da Ponte Hercílio Luz o restante de grama que faltava colocar foi aplicado com bastante cuidado. Na altura da Aracy Vaz Callado cheguei a presenciar colocadores agachados para assegurar a perfeita colocação, o que antes era feito de pé empurrando e ajustando com os pés.... Roberto 



Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Relaxamento e descaso na Beira Mar continental": Roberto e demais...leitores e não leitores deste blog CANGARUBIM...
por primeiro, parabens pela denúncia e seu comentário, e por segundo...estas imagens que voce fez refletem bem o que é a FLORAM hoje e a Secretaria do Meio Ambiente a cargo de um engenheiro do Sind. Dos Engenheiros construtores, que vem detonando com Florianopolis.
Agora nos últimos acontecimentos e em entrevista ao vivo na TV o secretário do meio ambiente mais parecia advogado e dono da construtora do que o seu próprio dono que estava presente no mesmo programa debatendo a construção do hotel na Ponta do Coral. 
    Atitude mais do que suspeita dete secretario. Ocorre que, nos parece que existe um hábito, costume e pode ser até que seja um VÍCIO desta secretaria de desenvolvimento urbano e meio ambiente em fazer as coisas assim: no início de qualquer obra, já fazem mais ou menos, pra ter que repetir a empreitada. No meio da obra fazem a mesma coisa pra ter que repetir a empreitada e no final da obra,...como voce Roberto pode comprovar largam de qualquer jeito aquilo que NÓS estamos pagando, para que NÓS tenhamos que pagar 2 ou 3 vezes de novo.    
    Então...concluindo, no final o custo sai 3 vezes maior...só que o benefício deste grana aplicada 3 vezes mais, NÃO APARECE PARA OS CIDADÃOS. Também dentro deste roll de hábitos, eles já estão pensando na manutenção e esta manutenção passara por uma comi$$$$ão só deles. Entendeu ?!...
    É triste ver nosso dinheiro aplicado para embelezar a beira-mar continental ir literalmente pelo ralo, pois do jeito que a grama está e foi jogada ali, qualquer água que venha dos ceus carreará terra, e leivas para o ralo...mas tem uma explicação,...GRANA rima com GRAMA e vice-versa.

4 comentários:

Anônimo disse...

Roberto e demais...leitores e não leitores deste blog CANGARUBIM...
por primeiro, parabens pela denúncia e seu comentário, e por segundo...estas imagens que voce fez reflete bem o que é a FLORAM hoje e a Secretaria do Meio Ambiente a cargo de um engenheiro do Sind. Dos Engenheiros construtores, que vem detonando com Florianopolis e agora nos ultimos acontecimentos e em entrevista ao vivo na TV o secretario do meio ambiente mais parecia advogado e dono da construtora do que o seu proprio dono que estava presente no mesmo programa debatendo a construção do hotel na Ponta do Coral. Atitude mais do que suspeita dete secretario. Ocorre que, nos parece que existe um habito, costume e pode ser até que seja um VÍCIO desta secretaria de desenvolvimento urbano e meio ambiente em fazer as coisas assim: no início de qualquer obra, já fazem mais ou menos, pra ter que repetir a empreitada, no meio da obra fazem a mesma coisa pra ter que repetir a empreitada e no final da obra,...como voce Roberto pode comprovar largam de qualquer jeito aquilo que NÓS estamos pagando, para que NÓS tenhamos que pagar 2 ou 3 vezes de novo. Então...concluindo, no final o custo sai 3 vezes maior...só que o benefício deste grana aplicada 3 vezes mais, NÃO APARECE PARA OS CIDADÃOS. Também dentro deste roll de habitos, eles já estão pensando na manutenção e esta manutenção passara por uma comi$$$$ão só deles. Entendeu ?!...É triste ver nosso dinheiro aplicado para embelezar a beira-mar continental ir literalmente pelo ralo, pois do jeito que a grama esta e foi jogada ali, qualquer agua que venha dos ceus carreará terra, e leivas para o ralo...mas tem uma explicação,...GRANA rima com GRAMA e vice-versa.

Anônimo disse...

somente como lembrança o sindicato patrocina o programa de debates na tv fechada.
Outro dia por incrivel que pareça tive que mudar de canal pois estava tendo ansia (nausea)ao ve-lo falando."INSUPORTAVEL" a fala dele.

Anônimo disse...

A pressa é ininiga da perfeição, pois já inauguraram essa obra mais de uma vez e vão tentar inaugurar novamente dia 22 de março, por isso essas injambrações toda, é nós pagando por toda esse vandalismo com dinheiro público.

Roberto disse...

Canga. Parece que a tua coluna é bem lida. Bastou a publicação desta matéria e as coisas começaram a mudar, pelo menos com a colocação da grama. Perto da Ponte Hercílio Luz o restante de grama que faltava colocar foi aplicado com bastante cuidado. Na altura da Aracy Vaz Callado cheguei a presenciar colocadores agachados para assegurar a perfeita colocação, o que antes era feito de pé empurrando e ajustando com os pés.... Roberto