sexta-feira, 27 de abril de 2012

DESANDOU A MAIONESE

    Estava tudo indo muito bem. 
    Bricávamos no parquinho da pracinha de Santo Antonio de Lisboa, a Luisa (minha neta) e eu. De repente a palavra errada, o gesto mal feito, um NÃO fora de hora e...desandou a maionese!
     A Luisa simplesmente "garrou" o caminho da roça. Começou a andar de cabeça baixa em direção ao desconhecido. Segui-a de longe, curioso e intrigado com aquele gesto tão definitivo. 
     Estava indo embora, aborrecida!
     Tinha um objetivo, sentar-se em um banco embaixo de uma árvore e praticar o esporte mais terrível que as crianças praticam com seus avós: a chantagem emocional!
     O gesto, a tragetória, a encenação foram perfeitas. Atingiu o objetivo: partiu o meu coração.
     O que exatamente eu havia feito de tão errado não sei. Sei que ficamos mais uma hora brincando no parquinho!
     Felizes, os dois!

Nenhum comentário: