quarta-feira, 23 de maio de 2012

"Bola de Neve": decretada a prisão preventiva de 10 envolvidos

    O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) pediu e a Justiça de São Joaquim decretou, nesta quarta-feira (23/5), a prisão preventiva de dez envolvidos na operação "Bola de Neve". A ação conjunta dos Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECOs), força-tarefa composta pelo MPSC, Policias Civil e Militar e Secretaria Estadual da Fazenda,, investiga supostos crimes de formação de quadrilha, fraudes em licitações e crimes contra a administração pública nos municípios de Anita Garibaldi, Cerro Negro, Porto Belo e São Joaquim.
      Durante a operação, que iniciou na semana passada, foram presas 20 pessoas, a maioria agentes públicos. A última prisão ocorreu no início desta semana em Florianópolis. Dos 20 presos, nove já foram soltos por ter expirado a prisão temporária decretada pela Justiça. Eles continuam, porém, sendo investigados.
     As investigações, que iniciaram há oito meses pela Comarca de São Joaquim, apuravam eventuais irregularidades em licitações vinculadas à aquisição de serviços de reparo, manutenção e entrega de peças de veículos e máquinas pesadas. No decorrer das investigações, surgiram indícios da ocorrência dos crimes tanto em São Joaquim como nas Prefeituras de Anita Garibaldi, Cerro Negro e Porto Belo.

Nenhum comentário: