sexta-feira, 11 de maio de 2012

Grupo RBS tenta dar calote na PM

    Depois de receber R$ 800 mil do governo do Estado para promover o show do sir Paul McCartney, no útlimo dia 25 de abril, no estádio da Ressacada, a RBS se nega a pagar as taxas de segurança que totalizam quase R$ 35 mil. 

    Cobrado pelo comando da Polícia Militar o Grupo RBS está se negando a pagar a Taxa de Segurança do Fundo de Melhoria da PM que chega a quase R$ 35 mil. O valor corresponde ao efetivo de cerca de 500 PMs destacados para a segurança do show do beatle Paul McCartney, acontecido no útlimo dia 25 de abril, no estádio da Ressacada. A justificativa dos executivos do Grupo RBS para o não pagamento é de que "a RBS contribui e muito para a segurança pública de Florianópolis e Santa Catarina"
   
    Como é que é???!!! Ganham graciosamente dinheiro público, dinheiro dos impostos pagos por todos nós e ainda não querem pagar as taxas de segurança!!!
   
    A propósito: os recursos arrecadados com a cobrança das taxas de segurança, asseguradas por lei em todo o tipo de evento cultural e esportivo, são usados na compra de equipamentos de segurança para os policiais, viaturas, armamento, enfim, material necessário para o aparelhamento desta mesma polícia que ontem (9) a RBS TV criticou de forma vemente por inoperância e despreparo. 

    Bem, se não vão pagar a PM imaginem a Polícia Civil que destacou um efetivo bem menor. Eles fazem o que querem!
     Alô Ministério Público!!!! Alô secretário da Segurança Pública!!! Que história é essa????!!! O Grupo RBS está com tudo dominado????? 

Funcionário Público da SSP - A PM é que bobeuou neste caso, eis que é Lei e a RBS deveria ter pago as taxas antes do evento e apresentar ao Comando da PM, o qual prestaria o serviço, o qual é baseado em Legislação própria...o que acontece é que no mínimo quiseram apaarecer "e tomaram o calote", inclusive o comandante responsável pelo emprego do efetivo deve ser responsabilizado administrativa e quem sabe, criminalmente, por não cumprir o que manda a LEI, ou seja, se paga antes pelo serviço e após o mesmo é executado. Com relação a Polícia Civil é a mesma coisa, eis que a empresa tem que apresentar e pagar taxa pelo evento, prevista na mesma LEI, espero que tenham cobrado, senão devem ser responsabilizados também.
Samuel Pereira - É verdade, o mundo está acabando em 2012. "a RBS contribui e muito para a segurança pública de Florianópolis e Santa Catarina". Dá onde? Como diz o manézinho: "-Cosa feia!"
 
Xaxa - O MPSC é omisso em 99% dos casos deste tipo. Realmente um absurdo o que os promotores engavetam de trambicagens e falcatruas que acontecem nas prefeituras e comarcas do interior. Vide o engavetamento do inquérito da empresa de publicidade e propaganda fantasma, aberta 15 dias antes da licitação, em uma sala aqui em Içara (Gentil da Luz). Tá tudo dominado! Se cercar, o Brasil vira hospício. Se cobrir, vira circo!

10 comentários:

Anônimo disse...

Não tem problema! É só não atender mais, como eu faço com os picaretas daqui! Mas "tem que ter peito".

BV

Anônimo disse...

Enquanto a RBS, repetidora da Globo, tiver "mandando" em Santa Catarina, e o MPSC fechar os olhos para isso, vai ser sempre assim mesmo. Não é a primeira vez que isto acontece, já no show da Bionce tambem foi destacado até helicoptero para ecolta. Já nossos empresarios e comerciantes que pagam impostos, e geram empregos, ficam a ver navios quanto a segurança publica. A RBS tem que pagar SIM, e vamos fazer um boicote e protesto contra esta TV de origem Gaucha que penetrou em nosso estado e quer mandar em tudo. CHEGA, alo MPSC, socorro!!!

Anônimo disse...

Agora vai chover reportagens falando mal da PM até a PM "desistir" do cobrar a fatura !!!!!

Anônimo disse...

Além de malhar o pau na PMSC, o que é um deserviço com a sociedade, também não cumprem com suas obrigações???? A justificativa é um absurdo, olha, fariam bem em voltar para o lugar de onde nunca deveriam ter vindo!!! Falastrões....!!

Anônimo disse...

Escabroso MPSC! Tempo para denegrir a imagem de políticos sérios, policiais audazes e corajosos, advogados que lutam, jornalistas que investigam, juízes que não se vergam, blogueiros que salvam a Pátria... tempo pra isso certamente encontram!

Anônimo disse...

Esse mesmo MPSC aí fez algo no caso das graves denúncias do HPM?

Anônimo disse...

é . os impostos em israel são mais baratos né...

Anônimo disse...

A partir de segunda-feira 14/5, quanto não tiver mais assunto de futebol, eles devem começar a campanha contra a instituição Polícia Militar de Santa Catarina.
Querem apostar quanto?

Jorge

Anônimo disse...

que vergonha

Anônimo disse...

Não é só isso. Além de não pagarem o que devem para diversos setores, o "Grupo avisa" para que não percam tempo com processos. E apontam os "dedos" na cara dizendo que vão perder, que afinal, "o salário deles é bem pago". Que se faça a justiça. Que condenem e mostrem a esse Grupo que todos que de alguma forma ali trabalharam não ficarão sem receber o que é de direito. Mostrem que aqui ninguém faz catarinenses de otários.