segunda-feira, 21 de maio de 2012

O Brasil dos políticos

Deputada Nice Lobão: 19 dias trabalhados e renda de R$ 1.670.000,00 em 2011
    Caros leitores,
temos a impressão que muita mudou no Brasil nos últimos tempos. Os avanços na legislação sobre as minorias nos dá uma aura de pais moderno. Os grandes debates sobre o meio ambiente e proteção às mulheres e aos menores, carentes ou não e a dimuição da pobreza, também denotam um certo avanço social no país.
    Porém uma análise mais apurada sobre os "avanços" nos mostrará que na verdade nada mudou em termos de estrutura.
    As origens da pobreza, da violência, da má saúde e da péssima educação continuam intocáveis. Uma das principais causas de todos esses males está na corrupção praticada por políticos e empresários que roubam o dinheiro público despudoradamente.
    Os grandes canais de desvio legalizado do dinheiro público estão no Congresso Nacional, nas Assembléias Legislativas, nas Câmaras de Vereadores, nos tribunais de justiça e tribunais de contas do país. É nesses lugares que se celebra a impunidade e se legisla em causa própria.
    As grandes mudanças nas legislação penal, política e tributária se arrastam por escaninhos sombrios desses órgãos, jamais chegando à superfície para que se criem melhores mecanismos de controle da aplicação do dinheiro público.
    A tempos circula na internet esta denúncia que mostra como políticos sugam o dinheiro público sem trabalhar.

    A senhora da foto acima é a deputada Nice Lobão, mulher do senador e ministro Edson Lobão e mãe do senador Lobão Filho, todos amigos de José Sarney e dos dirigentes do Partido dos Trabalhadores que estiveram no poder nos últimos anos.
    Para quem acredita que o Brasil é uma democracia, a senhora nos mostra que na verdade não passa de uma capitania hereditária, onde os cargos mais importantes da república são loteados por interesses econômicos e políticos
    Nice Lobão tirou nada menos do que 82 licenças médicas só no ano de 2011, e dos 101 dias de trabalhos na câmara ela compareceu apenas 19.
    Mesmo licenciada e afastada ela continua recebendo seus vencimentos, em média de R$ 100.000,00/mês, e mais R$ 470.000,00 em verbas diversas. Uma baba de R$ 1.670.000,00 para quem trabalhou efetivamente 19 dias em 2011. Cerca deR$ 88.000,00 por dia trabalhado.
     A família Lobão, como outras famílias de políticos, faz fortuna as custas de eleitores que votam sem entender para que serve uma eleição. E a imoralidade, a farra do dinheiro público, e a bandalheira continuam correndo soltas no país.

Manter a ignorância do povo é a chave do esquema.

4 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Canga, o desvio legalizado é o maior câncer deste País.

Anônimo disse...

Caro Canga. Prefiro trabalhar de graça,a estar no couro
do ministro Lobão. Acordar de manhã,olhar para o lado e
ver isso aí,tem que correr para a benzedeira,para benzer
contra susto.

Anônimo disse...

Não esqueçam da imprensa "vendida". Sem a qual essa turma não consegueria tal sucesso.

BV

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Abstraindo o aspecto político digo que só conheço outra tão feia quanto essa aí. Refiro-me à Presidente do CPERGS Sindicato, a "Chapinha" assim apelidada pelo José Luiz Prévidi, jornalista e blogueiro.