terça-feira, 3 de julho de 2012

As armas dos padres

Pistolas pertenceriam a padres alemães que construiram a igreja de Sorocaba/SC
     A história destas armas, uma Luger e uma pistola S & S, vem da época da segunda guerra mundial. Segundo relato de Luiz Fernando de Souza, seus tataravôs Eramos Sperandio e Albina Esparandio, vieram da Itália para o Brasil fixando residência no município de Sorocaba interior de Biguaçu/SC.
    A primeira igreja católica de Sorocaba foi fundada por dois padres alemães, Pe. Germano e Pe. Antônio, que rapidamente aprenderam o Português e estabeleceram uma relação amistosa com a comunidade, embora fossem muito reservados.
   Segundo Luiz Fernando, comentava-se na sua família que os padres possuiam um rádio transmissor que era guardado em sigilo e nunca teria sido operado na frente das pessoas da pequena vila. Tinham também duas armas (fotos), coisa que poucas pessoas sabiam.
   Os padres diziam que o radio transmissor era usado em pesquisas e passavam a maior parte dos dias dentro da igreja ou no alto do morro da localidade.
   Em vários momentos da guerra e do pós-guerra os padres teriam ficado por longos períodos escondidos na mata. Sabe-se hoje que o Pe. Antonio está sepultado em Porto Belo.
   As duas armas foram encontrada por um tio de Luiz Fernando, Germano, quando escavava o quintal para plantar uma Sangueira.

Um comentário:

Felipe Gorges disse...

Que legal. Adoro Sorocaba. Sempre que posso estou lá na casa da minha vó e de meus tios, embora minha "patroa" não seja muito faz de terra de chão e mosquitos!