domingo, 1 de julho de 2012

Hantei começa obra de hotel na Ponta do Coral

Prospecção de solo a todo vapor neste domingo
    
    Começaram as obras de prospecção do solo na Ponta do Coral, em Florianópolis. A controvertida instalação de um hotel naquela área vem gerando protestos. 
    À margem do embate e do paradisıaco cenário, algumas árvores já foram ao chão e peões trabalhavam neste domingo ensolarado em uma aparente sondagem do solo.
    A história deste valiosíssimo pedaço de terra, localizado na área mais nobre da Ilha de Santa Catarina, é uma novela que tem como protagonistas figuras de proa da política e da alta sociedade catarinense.
   Empresários endinheirados e políticos ligeiros encenaram um intrincado enredo para que esta área pública fosse transferida, sem autorização da Assembléia Legislativa, para as mãos de um grupo privado que hoje tenta, ali, construir um super hotel.

   Coisas de família
   O conhecido empresário criciumense que havia adquirido ilegalmente a área do governo, o fez em nome de sua mineradora que pertencia a ele e aos irmãos. Mais tarde, sob a alegação de que na área não se conseguiria contruir nada, conseguiu através e um contrato de gaveta ¨vender¨ a Ponta do Coral para um grande empresário de comunicação que se prestou para farsa. Ato contínuo, a Ponta do Coral voltou para um único proprietário e hoje está nas mãos dos seus herdeiro. A parentalha teria dançado no negócio. Coisas se família.

Área nobre de belíssima paisagem despertou, há tempo, cobiça entre políticos e empresários



16 comentários:

Anônimo disse...

Até que enfim vão acabar com aquele cagalhão !!!
Que construam o quanto antes !!!

Everton

Lucio disse...

O Sr Anônimo....sua manifestação é reveladora. Revela que és mais um que fica de braços cruzados esperando e aplauindo toda esta maracutaia, com o roubo e delapidação dos bens publicos. A Ponta do Coral, s;o foi limpa e tratada agora somente por que as entidades sócio ambientalista denunciaram que o secretário de urbanismo e emio ambiente NUMCA AUTUOU E MULTOU OS SUPOSTOS PROPRIOTÁRIOS DESTE TERRENO E SENDO CONIVENTE. Em quanto a prefeitura multa outros proprietários de terrenos insignificante, este terreno que é nobre e público, seus amiguinhos gestores públicos da pmf permitem, deixam e até concordam que fiqwue um cagalhão. Este terreno ficou assim somente por que a PMF QUIS. Denunciamos e deu resultado, o terreno foi limpo por que os promotores públicos puzaram as orelhas da PMF e da HANTEI que esta sobre investigação dos dois ministério públicos. Acabou a maracutaia da Ponta do Coral, apartir de agora em diante ela estara sempre limpa e ali será ÁREA NOBRE PÚBLICA, EXTENSÃO do PASSEIO PÜBLICO DA AV. BEIRA-MAR e UM BONITO PARQUE fazendo parte do Parque Cultural das 3 Pontas.Se informe melhor e deixe de ser torcedor e apoiador da maracutaia.

Anônimo disse...

Só quem tem isso na boca do Everton, é que pode pensar desta forma. Aquilo foi sempre um local usado pela população. Muitos pequeniques, jogos de bola, corrida de canoa, campeonato de mergulho e torneio de pandorga lá aconteceram. Era um verdadeiro parque público. Somente após a venda daquela área pública para a iniciativa privada é que aquele lugar virou local de abandono e destruição. Portanto, Sr. Everton, lave a sua boca e a sua consciência. Respeite a memória da cidade. Murilo Silva - nativo da Agronômica.

Isa_floripa disse...

Como é que podemos passar uma área privada para pública Sr Lucio? Vai compra-la de volta? Desapropriar? E quem vai bancar?

Fabiola de Souza, jornalista disse...

So mesmo sendo um "anônimo" para pensar assim e se omitir...começa omitindo nome. Sem coragem de se manifestar? Só pode. "...não tenho medo dos poderosos, corruptos e safados, tenho sim medo dos omissos e anônimoos.

Anônimo disse...

Quando acontenceram? em 1960, 70 sei lá. Acontece o seguinte sr. murilo, um bando de invasores que se dizem pescadores invadiram aquela área a agora tem suas casas na beira do mar. Se a Hantei não pode construir o que deseja, então que se retirem todos os pescadores que ali se instalaram (invadiram). Seria o mais justo.
Sem mais para o momento abraços.
Marco

ps: O sr poderia ser mais educado também.

marcelo silva disse...

Eu sei como, o que podemos fazer é primeiramente fazer que se cumpra o plano diretor, ou seja, não se pode construir nada na orla marítima da beira mar e em segundo anular uma venda que não passou pelas vistas da assembléia sendo um terreno público que foi vendido pelo governador como se tivesse autoridade para tanto e nunca prestou conta do dinheiro da ponta do coral são estas coisas que muitos ainda acham legal!
prof. Marcelo silva nativo da agronômica.

João Buatim disse...

E se esses que são contra tudo fossem donos do terreno? Doariam para prefeitura fazer um parque? Fazer boas ações com as coisas dos outoros é fácil.

Anônimo disse...

aqui da pra ver como vai ficar!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=IhrG30Tm-PM&feature=watch_response

Lucio disse...

Caro João Buatim....Existe uma IMPOSSIBILIDADE ATÉ MATEMÁTICA na sua suposição.
primeiro por que esses contra tudo que voce se refere não existe no grupo contra o hotel na ponta do coral. Somos contra o hotel na Ponta do Coral e contra esses usurpadores (ladrões) de terras nobres públicas e contra um poder público sem pulso para tratar do assunto, ou seja que defenda o interesse da coletividade nos bens públicos e patrimônio da Natureza. Em segundo lugar esses contra tudo que voce se refere e que nao existem dentro desta nobre causa, são a favor da VIDA, DE AR PURO PARA TODOS, DE QUE AS BELAS PAISAGENS E AS ÁREAS PÜBLICAS SEJAM DE DIREITO DE TODOS, SOMOS CONTRA A POLUIÇÃO E ESTE MONSTRENGO QUE AFRONTA A QUALIDADE DE VIDA PRINCIPALMENTE DE QUEM PAGA IMPOSTOS. Em Terceiro lugar JAMAIS ESSES CONTRA ESTE PROJETO DO HOTEL NA Pta.CORAL SERIAM DONOS DE TAL ÁREAS, POR QUE SÃO PESSOAS QUE TEM RESPEITO A CIDADE, AO CIDADÃOS, E ACIMA DE TUDO RESPEITO A SUA PRÓPRIA VIDA E DE TODOS.

Anônimo disse...

Caro Sr. Lucio, primeiramente não estou anônimo e de forma algum sou a favor de maracutáia mas sim de acabar com aquele lixo que é a ponta do coral. Vc sabe quantos parques ou praças públicas existem em Fpolis e que a prefa nem manda varrer ? Imaginem se vão fazer alguma coisa que se preze na PC. Vc fala como se a PC fosse a maior preciosidade da Ilha. Vc conhece as praias ? Vc conhece a favela do Siri (ingleses), as favelas que estão tomando conta dos acessos das praias de Floripa ? Já que vc se intitula um "braço descruzado" descruze as pernas e ande por toda a ilha e abrace outras causas. Democracia é assim meu irmão, ao que falamos tem resposta, assim como a sua !!!
E continuo torcendo que saia o empreendimento sim, é um direito meu !! Torça pelo que vc acha melhor...eu continuo com a mesma opinião.
Everton

Anônimo disse...

Caro Murilo, te diria o seguinte, "só quem tem isso na cabeça" é que pode pensar da forma que vc pensa, porque cabeça foi feita pra pensar e não pra falar !!!
Morei muito tempo no bairro onde vc diz ter nascido bem em frente ao antigo Hospital Naval, ou seja, quase em frente à ponta do coral, e desde 1974 nunca presencie nada do que vc afirma ter acontecido, naquele local. Concluo que vc deva ter pelo menos uns 90 anos, ou está prevendo o futuro !!!
Outra coisa, se vc ainda mora no bairro, deve estar contribuindo para aquele "cagalhão" que sai nos dois lados da PC ou não ? Então vê se começa a limpeza pela sua casa!!!
Everton

Anônimo disse...

Pois não tenho medo de nenhum destes, nem de "jornalistas" que acham que enxergam tudo!!! Leia cientista !!! quem sabe vc enxerga o "anônimo" ...

Everton

Anônimo disse...

Caro Canga,
Sabe que estou começando a gostar dessa discussão. Já que o negócio é sobre "Ponta", quem sabe tu posta aí uma reportagem sobre as Pontas do Lessa e do Leal. Vamos ver o que todos os nobres escritores tem a dizer ou a defender. Vai ser boa a discussão. Mais tarde, quem sabe, polemizamos sobre as "favelas" ou "comunidades" nas regiões das praias mais belas do pais! Fica a sugestão!!

Everton

Lucio disse...

Caro Anônimo....sugiro que conheças o site:
www.parqueculturaldas3pontas.wordpress.com/ ou se por acaso não abrir o site acima, vá no google e digite "parque cultural das 3 pontas"
Trata-se de um bonito e muito bacana projeto que salva-guarda as 3 Pontas, pta. Coral, Pta. Lessa e Pta. Goulart com proposta de interagirem entre si e destinando-as para atividade sócio-ambiental como patrimônio da cidade de Florianópolis.

Anônimo disse...

Caro Lucio "não sei das quantas"....inclui aí a ponta do Leal, num projeto cultural das 4 pontas, cumpanhero!!!

Everton