segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Abertura das Olimpíadas 2016: e agora?

Por Ana Clara d’Acampora

Não houve quem não ficasse estarrecido com a abertura das Olimpíadas de Londres. A beleza e a grandeza do evento deixaram o mundo muito bem impressionado. Mais que isso, no entanto, a profundidade do conteúdo que o espetáculo inglês resumiu deixou boa parte dos brasileiros preocupados. Isso por causa da abertura das nossas olimpíadas porque, afinal de contas, a Inglaterra tem muito mais anos de cultura e história que o Brasil para contar. Podia-se (e ainda se pode) ouvir  o ar debochado dos nossos conterrâneos quando do assunto “Jogos Olímpicos de 2016”, ao imaginarem grandes ovações a Michel Teló e Gustavo Lima na abertura do evento.
Espanto-me ao ver o quanto os Brasileiros são capazes de se esquecer de sua própria cultura. Estamos tão acostumados a nos ver como uma legião de Severinos, a debochar da nossa realidade, desacreditar da nossa capacidade, a fazer graça da nossa política e corrupção e a “rir da nossa desgraça”, que esquecemos a verdadeira miscelânea e grandeza cultural que somos.
Temos tanto a mostrar para o mundo! Tivemos uma semana de Arte Moderna que deu o que falar! Tivemos compositores que ficaram para a história, como Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, o glorioso Villa-Lobos e como não lembrar de Carlos Gomes? Temos grupos de dança reconhecidos internacionalmente e por vezes muito pouco conhecidos no Brasil – Cena 11, Grupo Corpo e a companhia fundada por Deborah Colker. Temos excelentes bailarinos, a exemplo de Carlinhos de Jesus, Ana Botafogo e Cecília Kerche. Temos samba, bossa nova, temos novela! Tivemos a honra de dar à luz Fernanda Montenegro e Bibi Ferreira, pudemos assistir à maravilhosa Elis, escutar as maravilhas de Tom e Vinícius e ainda temos Chico, Caetano, Milton e Gil!
Com toda essa produção cultural, somos um País inteiro, mas cheio de peculiaridades e diferenças. No Norte, há uma Amazônia imensa e cheia de riquezas; no Nordeste a cultura de um povo que viveu o Cangaço. Temos um Cerrado de tantas histórias, um sudeste de tanta dinâmica,  um Pantanal de tanta beleza! Temos até um sul onde faz frio, onde há manezinhos, gaúchos, araucárias e pampas!
Se, com tudo isso, ainda quiserem nos comparar à Inglaterra, podem começar. Se não somos a terra de Peter Pan, nem do Queen ou de Amy Winehouse, somos o País do Carnaval, da alegria de viver, de Tarsila, Drummond, Quintana... E até Deus é brasileiro!
Podem dizer o que quiserem, mas o que não nos falta é cultura e história para fazer uma grande abertura. Talvez sejamos de fato a terra de muitos Severinos, iguais em tudo na vida, mas nunca esqueçamos que somos também a terra das palmeiras e dos sabiás. Temos muita história pra contar e muita cultura a mostrar para o mundo.
            Que venham as Olimpíadas de 2016!

9 comentários:

Roberta disse...

Lindo!!!!!

ORRAIO disse...

Até que enfim alguém se referindo positivamente à Olimpíada no Brasil.
Abaixo o "complexo de vira-latas"!

Anônimo disse...

O problema não é o que temos para mostrar. Acho que disso ninguém, com o minimo de inteligência e/ou cultura, duvida. Nossa história é riquíssima, nossa cultura vasta e diversificada.
O problema é quem organizar, quem vai decidir o que será mostrado. COnhecendo como as coisas são feitas por aqui, não se tira a razão de quem fica preocupado. Vai que colocam algum peixinho indicado por algum figurão! Ou resolvem louvar certas figuras de importância duvidosa!

Ana Clara disse...

Concordo em parte. Mas realmente espero que com um mínimo de inteligência e/ou cultura, quem estiver mandando nisso não queira que passemos vergonha frente ao mundo... especialmente numa oportunidade dessas.

Anônimo disse...

Bom depois de colocarem Xuxa, Ivete Sangalo e outros que nem sei que importâcia têm para o assunto em questão, fazerem propaganda instituicional contra a viloência infantil, tudo é possível neste Brasil.

Ana Clara d'Acampora disse...

Mas acho que a prévia dada no encerramento das Olimpíadas de Londres por Marisa Monte cantando as Bachianas no. 4 e também contando com a participação do Seu Jorge, outro cara genial da atualidade, não devemos ser tão pessimistas. Vamos esperar pra ver ;)

NILTON FILHO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Pelo o que eu conheço do meu povo sendo as olimpíadas no Rio de janeiro penso que a organização ficara sobre a responsabilidade de algum carnavalesco isso é certo.

Mara Nocilla disse...

pelo o que eu conheço do meu povo, sendo as olimpiadas no Rio de janeiro com certeza a organização da abertura ficara a cargo de algum carnavalesco voces podem apostar.