quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Pau que dá em Chico dá em Francisco...

Papai Tarso e a filha Luciana: impugnação
    A ex-deputada federal Luciana Genro (PSOL) teve sua candidatura à Câmara dos Vereadores de Porto Alegre impugnada pelo TRE/RS, por ser filha do petista Tarso Genro, atual governador do estado.
    Este filme já passou em Santa Catarina. Em 1998 o então candidato ao governo do estado, Esperidião Amin, teve pedida a impugnação da sua candidatura pela esquerda. Motivo: o candidato era esposo da então prefeita da capital, Angela Amin.
    Só que aqui a história era outro. A candidatura era ao governo do estado e não à Prefeitura ou a Câmara de Vereadores da capital, diferentemente do caso de Porto alegre.
    A lei é clara: será inelegível o parente, em até segundo grau, na jurisdição do titular. Ou seja, Luciana Genro está inelegível em todo o território riograndense, que é jurisdição do seu pai.
    No caso de Esperidião Amin, sua candidatura foi mantida pois o território da esposa, Angela Amin, era só em Florianópolis.
    Esperidião concorreu e venceu a eleição no primeiro turno com 58% dos votos. Um recorde mantido até hoje.

2 comentários:

Anônimo disse...

É impressionante a impáfia desse pessoal. Ela tinha certeza, de antemão, de que era inelegível e mesmo assim tentou se candidatar.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Impáfia? É isto mesmo?