segunda-feira, 1 de outubro de 2012

MENSAGEM DE VALLEJO

   Por Janer Cristaldo

   A parte mais interessante da carta do Sr. Ramiro é aquela em que ele diz “Não sei, Janer, não sei...”. Nela, um libelo disfarçado contra o capitalismo e a favor do “pensamento GENIAL de Marx”, o missivista sugere que se risque do caderno da história a aniquilação da teoria comunista pelos exemplos reais, insinuando que o mal do mundo atual é o desemprego, numa simplificação pueril do intricado modus vivendi mundial.

   Com isso, sofismando, insinua que, se o capitalismo causa desemprego, somente o comunismo de Marx, poderá trazer de volta tais empregos. O que se deve testar novamente, apagando-se da história seu insucesso, suas consequências aniquiladoras como o retrocesso econômico e o genocídio sem precedentes na história humana, bem como a criação de dirigentes e uma camarilha de agentes governamentais, incompetentes, amorais e insanos, tais como Stalin a quem Isaac Deutscher chamou de “vasto, sombrio, caprichoso e mórbido monstro humano.”

   As lições da história mostram que a socialização de um povo, em resumo, provoca duas grandes consequências:
1 - A liberdade de uma pequena classe de dirigentes que, obtusa e de baixo perfil em todas as áreas, ascende aos mais altos postos de comando de um governo, produzindo toda sorte de desatinos com a única finalidade de obter poder total e com ele enriquecer desenfreadamente;
2 - A escravidão de toda uma população, que entrando num decaimento generalizado, será obrigada a trabalhar e produzir para manter a casta de governantes. Em suma, o comunismo socializa a pobreza entre o povo e a riqueza entre os dirigentes e a corte de parasitas que os rodeiam. Leia mais. Beba na fonte.

Nenhum comentário: