quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Paráfrase do Padre Antônio Viera

Por Emanuel Medeiros Vieira

O ladrão que furta para comer não vai para o inferno, mas para a cadeia.
Os outros, de maior calibre, furtam sem temor nem perigo.
Os elevados, furtam e enforcam.
Os que roubam e despojam povos – e esperanças –
recebem comendas e prebendas.
São promovidos, enaltecidos, empregam a prole,
festejam e são festejados – e sorriem.
O anônimo rouba um homem.
O maior – íntimo dos palácios – rouba cidades e
reinos.

Um comentário:

Augusto J. Hoffmann disse...

Foi quando Paiaçú, diante do cacique tupi, ouviu em bom latim:

- quosque tandem abutere, viri politics, patientia nostra?