segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Constituição - Hímen complacente?

   Por Jaison Barreto   

   Os deuses foram bondosos poupando o grande Ulisses Guimarães, de assistir esse espetáculo constrangedor dos dias de hoje.   “Médicos-legistas do Direito” afirmam para espanto de todos, que a Constituição Cidadã tem “ hímen complacente”.
   Assim, parlamentares condenados pelo Supremo Tribunal Federal a dez, doze, quatorze anos de prisão em regime fechado poderão sim desfilar com suas “tornozeleiras eletrônicas” pelos salões da Câmara, do Senado e das Assembleias Legislativas, provavelmente dando aulas ou legislando sobre “ formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato, improbidade administrativa etc etc etc...
   Não bastasse esse teatro de horrores, onde alguns “mortos vivos” assombram impunes o país ha já trinta quarenta anos, os corredores daquelas casas com esta nova “perícia” contarão com uma nova e estranha leva de atores.   Essa virgem catarinense, futura capa da Playboy por ter leiloado sua virgindade, deve ter se inspirado nestes exemplos das elites brasileiras. 
   Ulisses Guimarães deve estar chorando ao ver sua ” jovem e formosa Constituição Cidadã” sendo desmoralizada neste Brasil cada vez mais exótico. 

Saudações democráticas,

2 comentários:

a disse...

Senaor Jaison Barreto, boa noite. Admirei suas palavras. Mas, o senhor ainda fica flertando com representantes da Ditadura que amordaçou este país por mais de vinte anos. Pode isso? Desculpe-me por minha decepção; por favor, saiba que naquele seu comício grandioso, no final da sua campanha para governador deste Estado, cooptei um amigo extrema direita Belga para lhe apoiar. E ele veio comigo desde Curitiba num fusca, ao final me disse..."Paulo, valeu a pena, este é um "político diferente". Com sinceridade, nos equivocamos. O senhor jamais deveria se permitir ser fotografado ao lado de políticos indecentes, os de hoje e aqueles de outrora que sempre se serviram do Estado para se locupletar. O senhor era um ícone da rebeldia gloriosa que afrontou os ¨milicos ¨"phoderoso" deste Estado e da "gloriosa revolução", aquela mesmo que adestrou nosso povo a ser submisso e servil. Um abraço agradecido, pois manter coerência aos oitenta, é cobrar muito do senhor. Abraço por sua lucidez e veja bem quem, pois "Muar sapiens" ou "Corruptos sapiens" (estes que apareceram na foto com o senhor na festança no Balneário famoso) não são uma boa companhia pára tua bela história política. O Guimarães ficaria igualmente envergonhado por lhe ver tão mal acompanhado. Quem sabe um dia combinamos um"traguito" para uma boa discussão.
O Dr.JJ Barreto (e seu irmão/primo Aibil...Com seu slogan sui generis...!Vote em Aibil ou vá para a puta que pariú)") é um dos meus ídolos. Quem sabe um dia ainda nos encontramos em Biguaçu ou Camboriú. O juiz Newton Varella era meu padrinho a sua esposa Alba Armanda Varella, ainda viva e mais sábia que nunca, merece uma homenagem. Pois foi a primeira aviadora do nosso Estado e uma das pioneiras do Brasil/Mundo.
Abraço cordial,
Paulo.

Augusto J. Hoffmann disse...

Também sou um entusiasta pela carreira política do Sr. Jaison. Agora mais.

Uma coisa é o crime dos petistas, da sua base e as suas condenações. Outra, é a preservação da nossa frágil democracia, conquistada à duras penas, por tantos como Barreto, Guimarães ou nós, seus eleitores.

O Brasil não se contentar com uma democracia guatemalteca ou paraguaya. As boas democracias não tem dona patroa e a última palavra. A harmonia e a consideração entre os poderes é fundamental.

Nós somos e podemos mais.