quinta-feira, 7 de março de 2013

Os órfãos dos moradores de rua

A "rapaziada" tirando um cochilo na calçada entre o Procom e o museu Victor Meirelles, centro histórico da capital. 
   Finalmente parece que a prefeitura da capital tentará uma solução para a ocupação, por moradores de rua, das áreas centrais e centro histórico de Florianópolis.
   Segundo o secretario de Assistência Social, Alessandro Abreu, uma força tarefa composta por membros da prefeitura e de entidades civis iniciará um trabalho de abordagem dos moradores de rua e uma nova casa de albergados para 60 pessoas será inaugurada no próximo mês.
   Os moradores de rua, se removidos para lugares de apoio, deixarão de herança uma quantidade enorme de cães, companheiros inseparáveis, no ccentro de Florianópolis.
   Como esse problema será resolvido e de quem é a responsabilidade de removê-los, o Dr. Alessandro ainda não falou.

   Kiko deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Os órfãos dos moradores de rua": É verdade, Canga. Órfão de moradores de rua, e a exemplo dos próprios "donos", vitimas da insensibilidade, desumanidade, enfim, da cultura da exclusão.
O atendimento e resgate desses animais é de responsabilidade da DIBEA, Diretoria de Bem-estar Animal da PMF, onde deverão (ou deveriam) ser castrados, vermifugados, chipados, etc, e colocados para adoção.
Apresentamos o projeto da Dibea, então Cobea (Coordenadoria de Bem-estar Animal) em 2004 aos candidatos, e graças a Deus é hoje uma realidade. Nos últimos anos problemas apareceram, diversos, xiii, e nem vale cita-los aqui, mas vamos acreditar que nessa nova fase as coisas aconteçam em sintonia com os seus verdadeiros objetivos, sem outras intenções ok? (acho que não é preciso entra em detalhes). Contudo, essas questões são muito mais profundas que apenas questões logísticas. A relação moradores de rua com animais envolvem sentimentos e outras coisas cobertas de dignidade, que tbm não vem ao caso detalhar aqui. Do mesmo modo como muitas vezes os animais (de estimação) são AS ÚNICAS fontes de alegria, paz, saúde/cura, bem-estar para idosos e crianças, enfim, para humanos, independente da idade, classe social, etc, para essas pessoas ja tão desprovidas de tanto, ou de tudo mais, perde-los pode ser uma sentença de desgraça absoluta.
Isso da um tratado. Relatos, contos, histórias, caso, etc são centenas. Mas, só para dar um exemplo, consulte ai no Google ... "Para o melhor amigo o melhor pedaço.", sem falar nos animais que ficam na porta de hospitais e cemitérios a espera dos amigos (donos) que se foram. Outro exemplo de companheirismo e fidelidade é o filme Sempre a Seu Lado.
Abç.

3 comentários:

Kiko disse...

É verdade, Canga. Órfão de moradores de rua, e a exemplo dos próprios "donos", vitimas da insensibilidade, desumanidade, enfim, da cultura da exclusão.
O atendimento e resgate desses animais é de responsabilidade da DIBEA, Diretoria de Bem-estar Animal da PMF, onde deverão (ou deveriam) ser castrados, vermifugados, chipados, etc, e colocados para adoção.
Apresentamos o projeto da Dibea, então Cobea (Coordenadoria de Bem-estar Animal) em 2004 aos candidatos, e graças a Deus é hoje uma realidade. Nos últimos anos problemas apareceram, diversos, xiii, e nem vale cita-los aqui, mas vamos acreditar que nessa nova fase as coisas aconteçam em sintonia com os seus verdadeiros objetivos, sem outras intenções ok? (acho que não é preciso entra em detalhes).

Contudo, essas questões são muito mais profundas que apenas questões logísticas. A relação moradores de rua com animais envolvem sentimentos e outras coisas cobertas de dignidade, que tbm não vem ao caso detalhar aqui. Do mesmo modo como muitas vezes os animais (de estimação) são AS ÚNICAS fontes de alegria, paz, saúde/cura, bem-estar para idosos e crianças, enfim, para humanos, independente da idade, classe social, etc, para essas pessoas ja tão desprovidas de tanto, ou de tudo mais, perde-los pode ser uma sentença de desgraça absoluta.

Isso da um tratado. Relatos, contos, histórias, caso, etc são centenas. Mas, só para dar um exemplo, consulte ai no Google ... "Para o melhor amigo o melhor pedaço.", sem falar nos animais que ficam na porta de hospitais e cemitérios a espera dos amigos (donos) que se foram. Outro exemplo de companheirismo e fidelidade é o filme Sempre a Seu Lado.

Abç.

Kiko disse...

É verdade, Canga. Órfão de moradores de rua, e a exemplo dos próprios "donos", vitimas da insensibilidade, desumanidade, enfim, da cultura da exclusão.
O atendimento e resgate desses animais é de responsabilidade da DIBEA, Diretoria de Bem-estar Animal da PMF, onde deverão (ou deveriam) ser castrados, vermifugados, chipados, etc, e colocados para adoção.
Apresentamos o projeto da Dibea, então Cobea (Coordenadoria de Bem-estar Animal) em 2004 aos candidatos, e graças a Deus é hoje uma realidade. Nos últimos anos problemas apareceram, diversos, xiii, e nem vale cita-los aqui, mas vamos acreditar que nessa nova fase as coisas aconteçam em sintonia com os seus verdadeiros objetivos, sem outras intenções ok? (acho que não é preciso entra em detalhes).

Contudo, essas questões são muito mais profundas que apenas questões logísticas. A relação moradores de rua com animais envolvem sentimentos e outras coisas cobertas de dignidade, que tbm não vem ao caso detalhar aqui. Do mesmo modo como muitas vezes os animais (de estimação) são AS ÚNICAS fontes de alegria, paz, saúde/cura, bem-estar para idosos e crianças, enfim, para humanos, independente da idade, classe social, etc, para essas pessoas ja tão desprovidas de tanto, ou de tudo mais, perde-los pode ser uma sentença de desgraça absoluta.

Isso da um tratado. Relatos, contos, histórias, caso, etc são centenas. Mas, só para dar um exemplo, consulte ai no Google ... "Para o melhor amigo o melhor pedaço.", sem falar nos animais que ficam na porta de hospitais e cemitérios a espera dos amigos (donos) que se foram. Outro exemplo de companheirismo e fidelidade é o filme Sempre a Seu Lado.

Anônimo disse...

Que bela síntese dessa difícil agenda, comentário sensível e cheio de humanidade, sem ser piegas e sem ferir a sensibilidade da idiota reinante. Parabéns ao Kiko a quem, ao menos de nome não conheço. Abç LesPaul