quinta-feira, 2 de maio de 2013

Farra das Diárias em Ponte Alta

Decretada prisão de seis vereadores envolvidos na "Farra das Diárias"

   O Ministério Público na comarca de Correia Pinto, por intermédio do Promotor de Justiça Jaisson José da Silva, ofereceu denúncia contra 14 vereadores (titulares e suplentes) do município de Ponte Alta/SC, pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e formação de quadrilha. A pedido do Ministério Público, a Justiça decretou a prisão de seis vereadores - dois já foram presos e quatro estão foragidos.
   Segundo a Promotoria de Justiça, o esquema criminoso, conhecido como "farra das diárias", teria operado entre 2008 e 2012, período em que os vereadores e os respectivos suplentes, com a possível concorrência de alguns empresários da rede hoteleira da região do litoral catarinense, fraudaram notas fiscais e outros documentos públicos e particulares a fim de desviarem verba pública em proveito próprio com o recebimento de verba indenizatória denominada diária. Segundo a denúncia, o desvio chegou ao montante de R$ 102.000,00.
   A quadrilha emitia, fraudulentamente, roteiros de viagens, notas de empenhos e notas fiscais para comprovar, documentalmente, situação inexistente, ou seja, a realização de viagem ou a pernoite em hotéis da Grande Florianópolis. Em algumas oportunidades, segundo a denúncia, as viagens sequer eram realizadas e, na grande maioria, conquanto os denunciados, de fato, se deslocassem até Florianópolis, retornavam para a região serrana no mesmo dia, auferindo, assim, mais duas diárias com pernoite indevidamente. Os réus serão notificados a responder à acusação. (Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC)

2 comentários:

Eraldo Mansur disse...

Isso que aconteceu é Ponte Alta é na verdade uma gota d'agua no oceano, pois a nível de Estado de Santa Catarina a putaria é a mesma ou seja, é gente voltando de viagem dias antes porém com notas de despesa extraídas para todos os dias a fim de comprovar o que não houve, é motorista oficial guardando carro oficial em suas garagens particular até o dia oficial da volta, isso sem contar nas viagens que na verdade não ocorrem, para que a grana recebida venha a suprir caixas 2 e outras sacanagens. E o culpado de tudo isso são os donos de estabelecimentos hoteleiros e restaurantes que oferecem "notas frias" para esse bendo de ladrões que existem em todas as esferas sejam elas municipais, estaduais e Federal. A verdade é que a cada dia que passa a coisa está ficando cada vez mais discarada.

Renato Luiz Menze disse...

É um escárnio social, pena que o MP só pega "bagrinha" que come excremento para viver!!! E os tubarões? Ainda querem amordaçar o MP? Fica a dica. Abraços.