terça-feira, 30 de julho de 2013

Vendi brotos de feijão. Sou um capitalista reaça?

Do Vanguarda Popular

   ESCRITO POR KAMARADA ROBSON

   Kamaradas,
   Venho aqui, vergonhosamente, pedir auxílio sobre uma questão que não encontrei em nenhum dos 48.343 manuais, leis, documentos e epístolas do Partido.
   O caso é o seguinte: outro dia recebi minha cota de 200 calorias de ração diária na qual continha alguns feijões. Mas eu, desastradamente, deixei um deles cair no chão da minha casa, que foi gentilmente convertida de um estábulo e cedida pelo Partido em troca de alguns anos de trabalho braçal. Pois bem, não achei mais o tal feijão até que, uma semana depois, vi um broto crescendo...
   Deixei-o lá. E, para minha surpresa, vagens de feijão surgiram.
   Comi parte daquela comida extra e replantei alguns outros feijões.
   Em pouco tempo eu já estava com quase toda a minha casa de 10m2 tomadas por brotos de feijões e passei a fazer DUAS refeições diárias!
   Como eu prefiro não fazer três refeições diárias, porque, além de engordar, pode trazer algum problema estomacal devido a grande quantidade de calorias consumidas (quase 600 por dia!), resolvi me desfazer do excedente. 
   
   Leia o fim do conflito. Beba na fonte.

Nenhum comentário: