quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Da série: OS BANDIDOS NO PODER

Câmara dos Deputados inaugura a Bancada da Papuda*
   
   O impensável aconteceu!
   Na noite de ontem, deputados federais instalados em Brasília, inauguraram mais uma bancada bizarra no Câmara dos Deputados: A Bancada da Papuda!
   Em votação secreta, parlamentares eleitos pelo voto popular, livraram o mandato do deputado Natan Donadon condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 13 anos e 4 meses de prisão em regime fechado por crime de roubo quando presidiu a Assembléia Legislativa de Roraima.
   Donadon passa a ser o primeiro deputado presidiário do mundo. Enjaulado a 3 meses na famosa penitenciária da Papuda, em Brasília, o larápio foi condenado pelo desvio de R$ 8,4 milhões de reais, em conluio com empresário de agencia de comunicação de Rondônia.
   A salvação do mandato de Donadon, por seu pares, prova definitivamente que o poder está tomado pelos bandidos. Os sequases da Câmara Federal usaram de várias artimanhas para livrar o ladrão de Rondônia: ausência, abstenção e voto secreto a favor da manutenção do mandato de Donadon.
   Nas ausência, o Partido dos Trabalhadores foi o campeão! Dos 88 deputados petistas 21 não compareceram ao trabalho ajudando a manter o mandato do meliante presidiário, entre eles os catarinense Pedro Uczai (PT) e Marcos Tebaldi (PSDB).
    
   Mensaleiros
   Os também condenados por corrupção e roubo de dinheiro público João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP), se ausentaram juntamente com os mensaleiros Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT).
   Entre os que se esconderam para livrar o o mandato de Donadon estão parlamentares famosos por "mal feitos", como diz a Dilma. 
   O time é de primeira. Confira a lista:
Paulo Maluf (PP-SP), Jaqueline Roriz (PMN-DF), que teve o mandato salvo pelo plenário em 2011 após aparecer em vídeo recebendo recursos do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa, e Renan Filho (PMDB-AL), filho do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que escapou de dois processos de cassação em plenário em 2007. Os líderes partidários Beto Albuquerque (PSB), Eduardo Sciarra (PSD) e Jovair Arantes (PTB). O pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da comissão de Direitos Humanos, também faltou.
   Foram 131 votos contra a cassação do ladrão, 41 abstenções e 108 ausências. Ou seja, a bandidagem saiu vitoriosa da disputa com 280 votos, provando que na Câmara dos Deputados a honestidade, a ética e a moral, está em minoria!
   Com o enjaulamento em breve, dos petistas João Paulo Cunha e José Genuíno, está formada a Bancada da Papuda!

*O Complexo Penitenciário da Papuda é uma presídio brasileiro situado na região administrativa de São Sebastião, no Distrito Federal, às margens da estrada que liga a capital federal, Brasília, ao município mineiro de Unaí. O presídio da Papuda tem capacidade para 5000 detentos. Seu nome refere-se à antiga fazenda, onde vivia uma mulher portadora de deformidade física - provavelmente bócio

Um comentário:

Anônimo disse...

Confira a propaganda do PDT, nela o Ministro do Trabalho Manoel Dias fala do trabalho "descente" deve ser, conforme o VOLP, aquele que desce. huahuahua