segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Florianópolis perde o "Soares da Kibelândia"

Foto tirada recentemente com o meu amigo
  Foram mais de 30 anos de convivência. Em todos os acontecimentos importantes da minha vida lembro da presença do Soares.
   José Soares Sobrinho, o Soares da Kibelândia, meu amigo, morreu nesta madrugada fria de agosto. Mineiro de Belo Horizonte, Soares fundou e comandou por mais de 40 anos o bar mais democrático, eclético e tradicional de Florianópolis: a Kibelândia. 
   Lembrarei sempre deste amigo querido, solidário, generoso...e paciencioso.
   O Soares será velado nesta tarde no crematório Vaticano de Camboriú.

   História
   A minha ligação com a casa vem de muitos anos. Tive meu escritório de negócios e de produção jornalística por muito tempo na Kibe. Dali durante dois anos produzi o documentário sobre a Guerra do Contestado. Meu quinto jornal, o Costa Leste, foi lançado na Kibelândia, em 1996. Em 1993 representava a uruguaya Sociedad Agropecuária de Servícios (SAS), maior empresa de negócios agropecuários da América do Sul. Com base na Kibelândia tratei dos negócios da empresa no Brasil conseguindo fazer a importação da 35 mil ovelhas.   Quando os proprietários da SAS vieram à Florianópolis comemorar o grande negócio não acreditaram. O escritório funcionavava na Kibelândia. O bar e restaurante continua sendo o "único restaurante árabe-mineiro do mundo", como foi batizado no Pasquim, pelo Ziraldo. 

Nenhum comentário: