terça-feira, 3 de setembro de 2013

Grande Florianópolis poderá ter o maior sistema de teleféricos do mundo

Governo analisa projeto inédito para implantação de sistema de transporte de massa com o uso de teleféricos integrado ao transporte marítimo utilizando lanchas e ferry boats. 
        
Sistema adotado com sucesso
em Medelín, Colombia
    O SC Parcerias e Comitê Gestor de Parcerias Público-Privadas estão analizando um projeto de mobilidade urbana desenvolvido e proposto pelas empresas ICT DO BRASIL, LJR TRANSPORTES, LEITNER e TELVENT. O projeto contempla toda a região metropolitana de Florianópolis, a partir da BR-101. 
      Com prazo de dois anos para conclusão das obras, a previsão de investimento é de R$ 1 bilhão 302 milhões e 342 mil, totalmente do setor privado, sem contrapartida do Estado ou dos municípios envolvidos. A exploração comercial das áreas das estações e adjacentes
é que financiará a construção e manutenção do sistema como um todo.
   O sistema de teleférico tem capacidade de transportar 36 mil passageiros/hora e 22 mil passageiros/hora para o transporte marítimo, distribuídos em 14 estações multimodais integradas ao transporte público atual. O sistema ainda poderá contar com bicicletários,
automóveis no sistema car sharing, estacionamentos para veículos e uma infraestrutura moderna de suporte aos serviços do transporte público da região.
   Segundo as empresas que apresentaram a proposta, na fase de construção, serão criados 6.800 empregos diretos e outros 10.180 na fase de concessão. 
   Paulo Medeiro, diretor da ICT DO BRASIL diz que "trata-se do sistema de menor impacto do ponto de vista ambiental e que poderá ser mais um atrativo
turístico para a região metropolitana, trazendo mais divisas e recursos para as cidades envolvidas”.
   Até este final de semana (7 e 8 de setembro), a ICT DO BRASIL e a LEITNER estão expondo no Floripa Shopping uma das cabines do teleférico do Complexo do Alemão, do Rio de Janeiro, com o intuito de apresentar o sistema à população.
   O grupo proponente inclui a ICT DO BRASIL (empresa luso-brasileira), a LJR TRANSPORTES (com 45 anos no transporte marítimo de passageiros e veículos, acionista da Santa Catarina Navegação, operadora da travessia entre Itajaí e Navegantes), a LEITNER S.p.A. (líder mundial no sistema de transporte de massa com teleféricos, responsável pela fabricação destes equipamentos utilizados em diversas partes do mundo,
com destaque para Medellin e Manizales, ambas na Colômbia, e os do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro), além da TELVENT DO BRASIL (empresa do grupo Schneider Electric, líder mundial em tecnologia da informação, sistemas de automação e, principalmente, sistemas de supervisão e controle de tráfego urbano).

4 comentários:

ALISSON LUIZ MICOSKI disse...

Isso me lembra as duas vezes que Luiz Henrique promoveu a campanha do VLTs parecendo aquele eterno candidato do PRTB com seu aerotrem hehe

Léo disse...

O Salvaro tentou em Criciúma, licitou, mas nenhuma empresa apareceu...

Anônimo disse...

E em dia de vento sul, o sistema continuará funcionando?

Anônimo disse...

Futuro do Presente é a conjugação preferida da classe política!