quinta-feira, 5 de setembro de 2013

No quarto do hotel


   Por XixiMao - correspondente do Cangablog na cobertura da viagem do governador catarinense à China.

    Após o grande discurso na Assembléia Popular Nacional, houve um jantar no famoso restaurante Pato Laqueado, no centro de Beijing. Convidados o alto escalão do Partido Comunista Chines, a imprensa local, empresários do setor caminhoneiro, criadores de gado e publicitários. Durante a comilança, de escorpião até ovo de serpente, Colombo trocou olhares com uma jornalista chinesa do Daily China News.
    Após o jantar, nas despedidas oficiais, foram apresentados. Colombo a convidou para um licor de jenipapo no hotel. Ela aceitou.
   Servidas as taças, Colombo perguntou: 
   - Como te chamas? 
   - Piri Khita Sun, disse ela suavemente.
   A conversa ia tomando forma quando Piri Khita disse: 
   - Laimundo, o que você tem?
   Vamos ao quarto, lá eu explico. Então, durante três horas, ele desabafou. Falou do LHS, da CELESC, do Merísio, do Gavazzoni, do PSB, da Dilma, das dívidas e chorou...
   - Laimundo, Laimundo não plecisa cholá... Ditado chines diz: Tudo é passageiro.
   Colombo riu e pensou: Não vejo a hora de fazer as malas.
   Piri Khita Sun preparou um chá de flor de melancia e Laimundo tomou e dormiu profundamente.
   Acordaram dois dias depois. Colombo perdeu algumas audiências e ainda reclamou da hora dizendo que era muito cedo.
Foi então que Piri Khita exclamou:
- Laimundo é muito dominhoco, né?

O nosso correspondente, XixiMao, viaja com cortesia da Air China e não dos cofres públicos.

Nenhum comentário: