quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Florianópolis de sol e mar...de lixo!

   As fotos abaixo mostram a situação do centro de Florianópolis nesta manhã de terça-feira. O lixo acumulado nas ruas da cidade é culpa dos trabalhadores da Comcap em greve por melhores salários. 
   Protestar e reivindicar melhores salários e condições de trabalho é um direito legitimo de qualquer trabalhador. O problema é que os sindicalistas, a pelegada e outras organizações de trabalhadores não inventaram até hoje uma forma de protesto que não seja a de penalizar o contribuinte, o cidadão também trabalhador. 
   Esse tipo de protesto prejudica a toda a população de funcionários públicos a comerciantes que tentam neste momento desovar seus estoques com as vendas de fim de ano. A população com o 13º salário no bolso sai para fazer suas compras de Natal em meio a uma cidade emporcalhada pelos grevistas. 
   Por outro lado o prefeito de Florianópolis, Cesar Junior, propõe um aumento de IPTU de até 500%. 
   É ferro na população, de todos os lado!

Centro de florianópolis à espera dos turistas...
Lixo toma conta da cidade inclusive atrolhando a porta da prefeitura de Florianópolisl (foto4).

Comentário:


Boa tarde, acompanho seu Blog a muito tempo, gosto muita da sua redação, suaS criticas, seus comentários sobre a politica em Santa Catarina.
Hoje quando entrei no sue blog e me deparei com uma matéria sobre o lixo que esta jogado em Florianópolis, principalmente no centro da cidade, fiquei pensando, por quem este lixo é produzido? pelas pessoas certo? Porque essas pessoas não tem mais educação e organizam este lixo para que não atrapalhe as pessoas que andam na rua? Os motoristas e garis tem todo o direito de fazer greve e a população deveria apoiar, fazendo com que o seu lixo seja colocado na rua de maneira que não prejudique ninguém.
Mais vivemos num país onde as pessoas não tem educação, e acham que os lixeiros são seus empregados particulares.
Esses servidores das pessoas que são os garis, trabalham em condições precárias, muitas vezes doentes sem o mínimo de qualidade de vida no trabalho, são muitas vezes ignorados pela uma sociedade que só pensa em lucro, um pais capitalista.
Bom para terminar, esclareço que se os deputados estaduais, e federais fizerem greve não faram falta nenhuma. As pessoas não iram sentir nenhuma falta desse serviço, mais a COMCAP tem direito e as pessoas tem que apoiar. Só se consegue aumento de salário, valorização, e principalmente RESPEITO com LUTA. E essa luta deve ser de todos.

Fernanda Raquel Egidia Carpes Silva

2 comentários:

Anônimo disse...

Agora vai virar moda aumentar o IPTU.
-Cadê a Justiça? ' Tão tudo agarrado?
-Bidu! Tens dúvidas ainda?

Sergio Rubim disse...

Boa tarde, acompanho seu Blog a muito tempo, gosto muita da sua redação, suaS criticas, seus comentários sobre a politica em Santa Catarina.
Hoje quando entrei no sue blog e me deparei com uma matéria sobre o lixo que esta jogado em Florianópolis, principalmente no centro da cidade, fiquei pensando, por quem este lixo é produzido? pelas pessoas certo? Porque essas pessoas não tem mais educação e organizam este lixo para que não atrapalhe as pessoas que andam na rua? Os motoristas e garis tem todo o direito de fazer greve e a população deveria apoiar, fazendo com que o seu lixo seja colocado na rua de maneira que não prejudique ninguém.
Mais vivemos num país onde as pessoas não tem educação, e acham que os lixeiros são seus empregados particulares.
Esses servidores das pessoas que são os garis, trabalham em condições precárias, muitas vezes doentes sem o mínimo de qualidade de vida no trabalho, são muitas vezes ignorados pela uma sociedade que só pensa em lucro, um pais capitalista.
Bom para terminar, esclareço que se os deputados estaduais, e federais fizerem greve não faram falta nenhuma. As pessoas não iram sentir nenhuma falta desse serviço, mais a COMCAP tem direito e as pessoas tem que apoiar. Só se consegue aumento de salário, valorização, e principalmente RESPEITO com LUTA. E essa luta deve ser de todos.
Fernanda Raquel Egidia Carpes Silva