terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Chamem o Alcides e lembrem do Raul Seixas


   
 
   Por Jaison Barreto

   Se esses cara-pálidas não sabem o que fazer com a Celesc e com a Casan, chamem o professor Alcides Abreu.
   No governo de Celso Ramos, Alcides planejou o Estado, deixando estruturas capazes de garantir a construção de um Estado inteligente, preparado, planejador, responsável para atender as necessidades da população (agua, luz, esgoto, crédito).
   Conseguiram quebrar o Besc, deixaram as escolas estaduais serem interditadas pela Vigilância Sanitária, sucatearam os hospitais, desmontaram a Policia Militar, desestimularam a Policia Civil, entraram na Justiça contra o piso salarial dos professores e por aí a fora....
   Em se tratando de seca, por obsequio não procurem conhecidos Deputados e Senadores do Norte Nordeste que vivem dela desde que o Brasil existe.
   E tenham mais cuidado nas perfurações no nosso aquífero do Oeste Catarinense. Água lá não falta mas pode dar cadeia.
   Não ousem também anunciar a ida de uma Comissão na semana que vem, pra aprenderem como se aproveita a água do mar lá na Ilha de Curaçao no Caribe.
   Prefeitos recém-eleitos estão sendo injustiçados, como o Cesar Souza e outros tantos, até mesmo o Piriquito cuja marca, foi exatamente fazer saneamento básico tratar e levar água inclusive para as praias agrestes, etc.
   Que a critica seja honesta intelectualmente e sejamos capazes de distinguir os “certos” dos “errados”.
   Que ela não sirva também para desestimular as novas gerações, já descrentes dos políticos.
   Este ano de 14 por exemplo, será um ano de mudanças.
   O Raul Seixas deixou um recado que é preciso relembrar sempre. Muitos dessa geração não conhecem.
   Vale a pena ler, cantar e meditar a respeito.
   Saudações liquidas e elétricas

Cawboy Fora da Lei

Mamãe, não quero ser prefeito
Pode ser que eu seja eleito
E alguém pode querer me assassinar
Eu não preciso ler jornais
Mentir sozinho eu sou capaz
Não quero ir de encontro ao azar

Papai não quero provar nada
Eu já servi à Pátria amada
E todo mundo cobra minha luz

Oh, coitado, foi tão cedo
Deus me livre, eu tenho medo
Morrer dependurado numa cruz

Eu não sou besta pra tirar onda de herói
Sou vacinado, eu sou cowboy
Cowboy fora da lei
Durango Kid só existe no gibi
E quem quiser que fique aqui
Entrar pra história é com vocês


Compositor: Raul Seixas e Claudio Roberto

Um comentário:

Maria Carlota Carvalho disse...

lembrando que o Alcides Abreu juntamente com o governador Celso Ramos criaram a FIESC.