sábado, 8 de março de 2014

Consulta ao jurista italiano Cesare Beccaria

   Um grupo de deputados estaduais, convencido da inocência do deputado Romildo Titon, remeteu para Itália toda documentação relativa à licitação fraudulenta dos poços artesianos no sub-solo catarinense.
   Cesare Beccaria é um renomado jurista italiano, autor do livro Dos Delitos e das Penas, consultor da União Europeia para crimes de colarinho branco e analista financeiro de bancos sediados em Londres e Nova York. É muito amigo de Salvatore Cacciola que hoje é residente em Jurerê Internacional.
   Beccaria aprendeu um pouco de português com seu tio avô Fellippo Beccaria, amigo de Pedro Álvares Cabral, um proeminente navegador português.
   Beccaria, depois de acurada analise dos documentos fez algumas considerações para o Cangablog, com exclusividade.
- Rubim, senti una cosa: Si il diputado Titon é inocente, per che contratou um penalista brasiliano? Per che non contratou um tributarista, considerando che la quantia della gravazione sono solo 20.000 reali?
- Per che non contratou um ingineiro della aqua per averiguare il poço?
- Outra cosa sintomática é la “exceção de competência” levantada por ele, quando il poço sono nelo sub-solo dello stato catarinense.
- Por ultimo el agravo regimentale che será examinado in questo mesi de março, é inutile. Regimento é procedimento, solo procedimento.
   In Italia che um provérbio che dice : Macaco Vecchio no deve potare la mano dentro della cumbuca. 

Nenhum comentário: