segunda-feira, 2 de junho de 2014

COPA E GRAFITI

A três semanas do início da Copa do Mundo no Brasil, o artista plástico paulista Paulo Ito cria uma imagem realacionando a pobreza com os gastos bilionários do governo em estádios de futebol e acaba gerando a primeira imagem viral da "Copa das Copas".

   No dia 10 de maio um grande mural pintado às portas de uma escola na Pompéia, bairro de classe média da capital paulista, chamou à atenção de alunos, professores, populares e da imprensa internacional.
   A criação do artista plástico Paulo Ito, retrata uma criança chorando de fome à frente de um prato com uma bola de futebol. A imagem se expalhou rapidamente pelas redes socias mundiais e se transformou na primeira imagem viral da Copa do Mundo no Brasil.    Segundo a revista americana  'Slate', em menos de uma semana a pintura de Paulo Ito já havia sido compartilhada mais de 40.000 vezes no facebook.
   A imagem retrata a atual situação social do país onde uma série de movimentos sociais protestam diariamente contra os bilionários investimentos em estádios de futebol feitos pelo governo federal em detrimento a investimento em saúde, educação e segurança.
   Murais com críticas à Copa do Mundo realizada no Brasil estão espalhadas pelas principais capitais do país.

Grafitti pintado na parede da estação de metrô próximo ao Maracanã, Rio de Janeiro, mostra o tatubola, mascote do Mundial, em conlúio com um porco que representaria os mafiosos da FIFA com as mãos no maior estádio brasileiro. (Foto: AFP / Yasuyoshi Chiba)

Um homem passa por graffiti pintado na parede, em referência à Copa do Mundo no Rio de Janeiro 14 de maio, 2014 2014. (Reuters / Sergio Moraes)

Ryan, 9 anos, come na frente de graffiti pintado em referência à Copa do Mundo de 2014, na favela Vila Flavia de São Paulo 28 de maio de 2014. (Reuters / Nacho Doce)

Mulher com o filho nos ombros em frente de graffiti contra as obras de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014 na favela Metrô Mangueira, perto do estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro 10 de abril, 2013. (Reuters / Sergio Moraes)

   Estudantes passam por graffiti vandalizado que retrata o jogador Neymar com um capuz usado pelo grupo conhecido como Black Bloc que é contra do Mundo da FIFA. (Foto: AFP / Yasuyoshi Chiba)

Pedestre olha para graffiti em protesto contra a Copa do Mundo de 2014, que mostra a bandeira brasileira pintada em torno de um buraco em uma parede, em Manaus, uma das cidades-sede, 23 de maio de 2014. (Reuters / de Bruno Kelly)


Nenhum comentário: