domingo, 13 de julho de 2014

O legado dos alemães em Cabrália

"No começo, todos acharam que era uma ideia louca,
mas hoje sabemos que foi uma decisão acertada. Quando atravessávamo
 a balsa na volta do jogo, já dava uma sensação de estarmos em casa.
 Aqui virou nosso lar no Brasil".

(Oliver Bierhoff - porta-voz do time)
   
   Seleção alemã se despede dos baianos e diz que Bahia foi a melhor escolha
A última entrevista coletiva da seleção da Alemanha em Santo André, distrito de Santa Cruz Cabrália, no extremo sul da Bahia, aconteceu nesta sexta-feira (11) e foi marcada por agradecimentos e homenagens. A passagem dos craques alemães pela região deixa como legado um campo de futebol, ambulância e doações para a escola da vila, além de mídia espontânea nos 35 dias de permanência no estado.

   Bierhoff ressaltou a importância da escolha por Santo André. "No começo, todos
acharam que era uma ideia louca, mas hoje sabemos que foi uma decisão acertada. Quando atravessávamos a balsa na volta do jogo, já dava uma sensação de estarmos em casa. Aqui virou nosso lar no Brasil". A seleção da Alemanha deixa a Costa do Descobrimento na noite desta sexta-feira (11). Foram 35 dias desde a chegada do time à tegião, em 8 de junho.

  Legado
   Além da divulgação em mídia espontânea na região, a passagem do time alemão pelo sul da Bahia rendeu um novo campo de futebol construído especialmente para os moradores, doação financeira para aquisição de ambulância que atenderá à comunidade indígena Pataxó e doações pelo período de três anos para a Escola da Vila de Santo André. "É uma forma de ajudarmos e deixarmos uma marca da nossa passagem na região", afirmou Georg Behlau, diretor administrativo da Federação alemã.  (Fonte: Secom do governo da Bahia)


Os alemães chegaram ao Brasil e:
- Compraram um terreno.
- Construíram um hotel.
- Construíram um centro de saúde.
- Fizeram um CT com campo de futebol.
- Fizeram uma estrada para interligar o CT à cidade.
- Não trouxeram funcionários alemães.
- Contrataram os moradores da cidade.
Depois da chegada:
- Quando não estavam treinando, estavam socializando
   com as pessoas na cidade e na praia.
- Participaram de festas com a população.
- Bancaram a reforma de uma Escola Pública local.
- Doaram uma Biblioteca.
- Montaram um Laboratório de Informática.
- Doaram uma Ambulância para o Município.
- Interagiram com os índios.

Ah! Também fizeram 7 a 1 na seleção brasileira...a melhor do mundo!

3 comentários:

Maury disse...

Parabéns a esta grande nação. Parabéns aos integrantes desta formidável equipe, que mostrou que não é só dentro dos estádios que é forte. Mostrou que fora também é forte.

Anônimo disse...

Sensacional. A equipe alemã deveria ser seguida pelas demais nações.
Um belo exemplo. Parabéns.

RICARDO NEPOMUCENO disse...

Parabéns a essa equipe. Este exemplo deveria ser seguido pelas demais nações. Nota 10.