domingo, 10 de agosto de 2014

Punição da Verdade!!!


   Por Eduardo Guerini
Preparando um ataque viral na rede de
computadores mundiais para promover
 a autoelogio dos governistas de plantão
e denegrir os críticos do governismo infantil – a doença que tomou  conta dos pragmáticos e oportunistas de ocasião.

   Na recente investida contra os opositores dos sabujos governantes e sua canalha no poder, lemos e assistimos no noticiário nacional, manchetes apontando para o Planalto Central e Gabinetes regionais de governantes de plantão, ações no sentido de denegrir a imagem de opositores, clara manifestação da doença que assola uma horda de oportunistas de ocasião, no desejo inescapável de se manter no poder político “ad infinitum”.

   As pulsões por honra, poder e glória são temas recorrentes no léxico da Filosofia e Ciência Política, tratados como temas referenciais para demonstrar o quanto a lógica particularista é nefasta no exercício do poder e na manutenção dos governantes.

   Eis que, colunistas alugados a preço vil, funcionários do Estado - servidores públicos, na maioria das vezes - comi$ionados, apadrinhados e indicados, por alguma facção política – que se parece mafiosa em alguns casos tenta subverter a realidade que se materializa no cotidiano de qualquer indivíduo/cidadão.

   O processo eleitoral é um jogo disputado, onde candidatos tentam capturar desejos/necessidades dos cidadãos para transformá-los em peças promocionais da campanha política, com auxílio recorrente de propagandas elaboradas por profissionais da área de marketing. Tal processo tem elevado ao cinismo e cretinismo cívico sem precedentes, assim, candidatos e seus marqueteiros insistem em produzir o enredo midiático do “realismo fantástico” para ludibriar um povo faminto por direitos, por extensão inclusão na malha da cidadania tutelada pelo Estado. A emancipação política é uma utopia que a sociedade brasileira – desigual e excludente, não avista no horizonte próximo.

   A recorrência de criadores e suas criaturas políticas em negar a realidade - a verdade, mistificando fatos e tomada de posições é algo compreensível quando uma canalha usa o poder político para se locupletar e ascender socialmente. Diante de uma rejeição elevadíssima, falta de confiança do eleitorado, manifestos e pedidos para que governantes e representantes ajam, ou seja, governe e represente efetivamente, a melhor solução é manipular dados, escamotear resultados e eliminar os inimigos, utilizando todos os meios possíveis legais/ilegais/ilícitos. Tudo vale pelo poder !!!

   Na campanha eleitoral, políticos em sua teatralizada atuação nos programas de rádio e televisão, num processo de afastamento da realidade, trataram de construir uma rede de proteção invisível, mas tangível para uma parcela de jornalistas e comentaristas de política, a censura prévia (autocensura), o silenciamento dos comentaristas críticos, a perseguição, difamação em todos os espaços, e, finalmente, a criação de uma comissão que decretou com aval de todos, o veredicto da eleição de 2014:


“Para vencer, vale tudo (!!!), diante do reiterado desejo de MUDANÇA, contrariedade da população contra governantes e representantes – PUNA-SE A VERDADE”!!!

Nenhum comentário: