terça-feira, 2 de setembro de 2014

El Tigre, mi perro loko, intimou-me acompanhá-lo

Foto by Les Paul
Por Mamute del Toro (Califórnia)

El Tigre, mi perro loko, intimou-me acompanhá - lo de LA a San Francisco. Iria, segundo me disse ao telefone, "atender" a alguns pedidos de celebridades a quem servira de motorista nas últimas quatro décadas. Disse-lhe: - Let's go. Sem problemas. Afinal, já havíamos corrido cada artéria e cada veia da Califórnia nos 70 e 80. Eu ficaria no lado Oeste nas últimas semanas do verão. O que não me disse o cão danado, meu velho amigo, era o 'naipe de ouro' que despejava em cada envelope que entregavámos a cada um dos famosos que visitamos em Calabassa, Santa Bárbara, San Luis Obispo, Carmel e San Francisco. Levamos mais de 10 horas em um trajeto que em 69 fizemos em 5 horas. Parecia 'Medo e Delirio'. El Tigre está velho, quase morto em sua idade indefinida e suas rugas vincadas pela solidão, pelo álcool e pela rotina sem esteios. Já provou todas as drogas e sobrevive àquelas (no plural) que escolheu como parceiras, aditivos e combustível para o resto de sua vida miserável entre celebridades que guia e guiou. Não parece anacrônico. Pelo menos sete das dez 'celebridades ' em cujas portas parou você já assistiu no cinema ou no sofá de sua sala. E veneram o cão danado. Um amigo chinês entregou - lhe em uma loja da Sunset Strip em Los Angeles o pacote repleto de pequenos pacotinhos. Domingo ensolarado, ninguém percebe sua presença. Só o asmodeu à espreita nas milhares de encruzilhadas de LA. Circundei a quadra do estúdio de tatoo aonde rolou a entrega no domingo à tarde da foto que ilustra o post. Fiquei na baratinha Alfa meio desconfortável com meus quase 1.85m. Quando El Tigre pulou sobre a porta da Alfinha conversível não perguntei-lhe o que era nem para quem era. Apenas recebi meu envelope com 5 mil bucks pelo serviço. Deixamos o cruzamento para Half Moon Bay à esquerda e seguimos por belas vicinais para o destino final: San Francisco. Ele me disse que Dashiell Hamett nos aguarda. Pior - não, melhor - é verdade.

Nenhum comentário: